Cofundador da Ripple vende 28,6 milhões de XRP em primeiro dump após ação da SEC

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Cofundador da Ripple voltou a despejar XRP no mercado.

  • Jed McCaleb, que saiu da empresa em 2013, havia pausado vendas após ação da SEC.

  • Em 2020, ele se livrou de mais de meio bilhão de dólares em XRP

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Cofundador da Ripple colocou à venda o equivalente US$ 8,5 milhões em XRP no mercado após pausa desde que o processo da SEC veio à tona.



O cofundador e ex-CTO da Ripple, Jed McCaleb, voltou a despejar milhões de XRP no mercado. O ex-executivo havia pausado a venda de seus ativos desde que a SEC entrou com ação contra a empresa sob acusação de que a XRP seria um valor mobiliário.

Segundo o analista especialista em XRP, Leonidas Hadjiloizou, McCaleb voltou à ativa na última segunda-feira (18). Ele colocou à venda 28,6 milhões de XRP na exchange descentralizada integrada à XRP Ledger. O montante é equivalente a cerca de US$ 8,5 milhões.



A lojinha de tacos do Jed havia pausado as vendas de XRP desde que o processo da SEC foi anunciado. Após 25 dias sem vendas, 28,6 milhões de XRP foram vendidos hoje.

Ex-executivo pausou vendas apenas uma outra vez no passado

Desde que saiu da Ripple em 2013, McCaleb tem um acordo que limita a quantidade de XRP que ele pode vender de uma vez. Em 2020, ele chegou a faturar cerca de meio bilhão de dólares na venda da criptomoeda. Curiosamente, a maior parte foi feita antes de o preço do ativo despencar.

O também fundador da Stellar, então, interrompeu as vendas desde que a ação da SEC veio à tona. Ainda não se sabe, no entanto, o motivo pelo qual ele teria voltado a despejar XRP no mercado. Vale ressaltar que o preço da moeda, no entanto, voltou a subir desde então.

Segundo o analista Leonidas Hadjiloizou, a única vez que McCaleb havia interrompido suas vendas de XRP se deveu a uma doação à uma instituição de caridade.

Jed havia interrompido suas vendas no passado para permitir a venda por uma instituição de caridade para a qual ele havia doado o XRP. Desta vez, porém, ele interrompeu suas vendas logo após o processo. Não há como saber por que ele retomou. Ele poderia ter esperado algum conselho de seus advogados ou por um milhão de outras razões.

CEO da Ripple comemora nova direção da SEC

A notícia de nova venda de XRP por parte de McCaleb veio logo após o anúncio da nova diretoria da SEC. O órgão americano equivalente à CVM no Brasil será chefiado por Gary Gensler durante a gestão Biden.

Brad Garlinghouse, CEO da Ripple, tratou de parabenizar o novo executivo na segunda-feira (18). Gensler é visto como um nome favorável ao mercado de criptomoedas. No entanto, o mesmo não se pode falar do caso da Ripple em particular.

Parabéns a Gary Gensler! Estamos prontos para trabalhar com a liderança da SEC e toda a administração Biden para traçar um caminho para a inovação de blockchain e criptomoedas nos Estados Unidos.

Ainda não se sabe se o processo da SEC contra a Ripple tem alguma ligação com o retorno de McCaleb à venda de XRP. Além disso, vale lembrar que a Ripple ainda se prepara para uma batalha judicial sem prazo para terminar contra os reguladores dos EUA.

Já o ex-CTO da empresa, por outro lado, permanece com uma grande quantidade de XRP para despejar: cerca de 3,4 bilhões de XRP, estimados em pouco mais de US$ 1 bilhão na cotação de hoje.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá