Comissão Europeia propõe banir carteiras como TrustWallet e MetaMask

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Para a Comissão Europeia, as empresas de criptomoedas devem coletar detalhes do usuário.

  • Medida visa abolir completamente as carteiras anônimas como TrustWallet ou MetaMask.

  • Decisão final sobre as propostas pode demorar até dois anos para chegar.

  • promo

    Lançamento de BIT: Ganhe até 3.500 BIT. Não perca esse bonde Entrar agora!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A Comissão Europeia (CE), uma das sete instituições da União Europeia (UE), quer tornar ilegal a operação de softwares de carteiras criptomoedas que permitem uso sob anonimato, como TrustWallet e MetaMask.

Patrocinados



Patrocinados

Para a Comissão, as empresas que transferem Bitcoin (BTC) ou qualquer outra criptomoeda devem coletar informações dos usuários, para ajudar as autoridades a reprimir o uso ilegal do ativo. Conforme noticiado pela Reuters nesta terça-feira (20), a proposta dos legisladores da UE representa um dos últimos esforços para acelerar a regulamentação do mercado de criptomoedas.

Nesse sentido, a lei proposta pela CE aplicaria o que se conhece como “regra de viagem” às transações com criptomoedas, para torná-las rastreáveis. É importante observar que “a regra”, uma das recomendações do órgão intergovernamental de fiscalização, já se aplica às transferências eletrônicas da Força-Tarefa de Ação Financeira (FATF).

Patrocinados



Patrocinados

Ações dirigidas contra carteiras anônimas de criptomoedas

Segundo anteriormente indicado pela Comissão Europeia, uma empresa que trabalha com criptomoedas deve incluir o nome do cliente, endereço, data de nascimento e número da conta, além do nome da pessoa que irá receber os ativos:

“As emendas de hoje garantirão a rastreabilidade total das transferências de criptomoedas, como o Bitcoin, e permitirão a prevenção e detecção de seu possível uso para lavagem de dinheiro ou financiamento do terrorismo.”

Desta forma, o provedor de serviços do destinatário também deve verificar se alguma das informações necessárias está faltando.

Ao mesmo tempo, a CE pretende proibir o fornecimento de carteiras de criptomoedas anônimas, da mesma forma que contas bancárias anônimas “já são proibidas pelas regras da UE contra a lavagem de dinheiro”:

“Essas propostas foram elaboradas para atingir o equilíbrio certo entre enfrentar essas ameaças e atender aos padrões internacionais, sem criar uma carga regulatória indevida para a indústria.”

É importante notar que os países membros da União Europeia e o Parlamento Europeu têm a última palavra sobre as propostas, o que significa que pode levar até dois anos para que elas se tornem leis.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

A opinião da equipe BeInCrypto em uma única voz.

SEGUIR O AUTOR

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

A ICO da Bit2Me ACABA DE COMEÇAR! Compre o token B2M agora.

Comprar agora!

Lançamento de BIT. Ganhe até 3.500 BIT. Não perca esse bonde

Entrar agora