Como funciona a rede lightning do BTC?

Compartilhar Artigo

Recentemente, Andreas Antonopoulos tuitou sobre a possibilidade de escrever um livro sobre a rede lightning. Portanto, é relevante dar uma olhada nessa tecnologia de cadeia lateral.



A rede de lightning é uma rede de canais de pagamento roteados. O conceito de canais de pagamento existe há quase tanto tempo quanto o Bitcoin, mas eles têm usabilidade muito limitada e não foram implementados para nenhum caso de uso grande. A rede Lightning expande essa idéia roteando os canais de pagamento juntos para formar uma rede. A inovação das redes Lightning é o roteamento. Um dos mal-entendidos mais comuns é que os canais de pagamento funcionam como canos e as transações fluem como água corrente. Por exemplo, se eu sou André e tenho um canal com Bruno para um Bitcoin, posso transferir três Bitcoin para minha carteira lightning, enviando uma transação lightning de Bitcoin três vezes. Se eu quiser pagar a Carlos os três Bitcoins através de Bruno, a série de transações flui de mim através de Bruno e finalmente chega à carteira lightning de Carlos. Na verdade, isso faria sentido e funcionaria mais como outros sistemas de roteamento de rede que temos hoje, mas a rede Lightning não funciona dessa maneira.

A melhor maneira de visualizar um canal lightning é um ábaco. Uma haste fina amarrada com várias contas que deslizam de uma extremidade à outra. A haste é como o canal em que as contas são bitcoins e em cada extremidade há um usuário ou nó diferente. Qualquer que seja o lado em que as contas estejam, pertencem a esse usuário. Se todas as contas estiverem do lado B, o lado A não poderá enviar mais contas porque ele não tem nenhuma para mover. A única maneira de ele voltar a fazer transações é se o lado B os enviar de volta para o lado A. Não há como adicionar mais contas ou tirar uma parte das contas sem retirar a haste do lugar.

Agora vamos voltar para André, Bruno e Carlos… se André quiser pagar ao Carlos, a transação não fluirá através de Bruno. Alguns dos bitcoins do André deslizam para Bruno no final do canal AB e alguns do Bitcoin de Bruno vão para o final de Carlos no canal BC. A quantidade total de Bitcoins de Bruno não mudou, mas seus saldos em canais individuais mudaram e a direção que ele agora pode enviar seus fundos também.

Enquanto isso no mundo real…

Vamos dar um exemplo real de como isso funcionaria: digamos que você tenha um nó Lightning multicanal e sua mercearia local anuncia que eles agora aceitam pagamentos lightning. Então, você abre um canal por $100 antes de sair para a loja. No check-out, você usa sua carteira Lightning para efetuar o pagamento e, para sua surpresa, a transação falha. Acontece que seu amigo Paulo foi ao supermercado logo antes de você e o pagamento dele passou por você para pagar a loja. Você ainda tem seus cem dólares, mas agora ele está no canal que você e Paulo têm e não está mais no canal com a mercearia. Você pode tentar encontrar um caminho alternativo através das conexões de Paulo que chegam até o supermercado, mas se não houver, você terá que pagar novamente para abrir outro canal, trancar outros $100 e esperar que a mesma coisa não aconteça de novo.

Uma única transação pode fazer com que até 20 dessas movimentações alterem os saldos de outros 20 usuários. Isto se um método de descoberta de caminho for de fato descoberto. O balanceamento de canais complica a descoberta e o roteamento de caminhos de maneira massiva, porque você não precisa apenas conhecer os caminhos disponíveis entre os nós para um destino, mas também a capacidade do canal, os saldos em constante mudança e o custo configurado pelos operadores de nós intermediários. Você não está apenas roteando através de milhões de nós, mas milhões de nós com dezenas de milhões de canais em constante mudança, onde alguns milhares de transações podem alterar o estado de cem mil canais a cada segundo.

Até o momento, ninguém sabe como fazer isso adequadamente. O que mais me surpreende é a quantidade de pessoas que defendem essa tecnologia, como verdadeiras tietes, sem nem ao menos compreendê-la totalmente.

E você? O que pensa da rede lightning? Acha que ela vai ajudar ou não a adoção do bitcoin como moeda transnacional? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Vini se formou em geologia pela Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil e trabalhou com gerenciamento de projetos na área de exploração mineral em empresas como BHP Billiton e Vale. Ele se envolveu com o bitcoin em 2011, quando comprou suas primeiras moedas através do jogo online “Second Life”, mas usou a maioria de suas primeiras moedas aprendendo a fazer transações e negociar. Depois disso, ele se tornou um entusiasta da tecnologia blockchain e desde então focou sua carreira para esse campo. Recentemente, ele se dedica à programação frequentando o Le Wagon Coding Bootcamp e Ivan On Tech Academy.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá