Objetivo de Chips de Computação Quântica é Alcançado, o Bitcoin Manterá o Ritmo?

Compartilhar Artigo

A computação quântica pode parecer algo do futuro distante de ‘Guerra nas Estrelas’. No entanto, pesquisadores de Bristol demonstraram com sucesso o teletransporte de informações através de dois chips de silício.



O evento é significativo porque permite a comunicação de informações entre os chips a nível quântico . Essas transferências de informações podem aumentar enormemente a velocidade da computação e reduzir o ruído e os custos das máquinas.



Informação Emaranhada e Computação Quântica

A transferência de informações ocorre através de um conceito físico chamado emaranhamento . Isso ocorre quando duas partículas compartilham o mesmo estado de onda enquanto não estão em contato. Isso permite que as alterações sejam comunicadas através do espaço sem interação.

Os pesquisadores foram capazes de construir um experimento de teletransporte com dois chips. O estado quântico de uma única partícula é transmitido através dos dois chips após a realização de uma medição quântica. As partículas estavam emitindo fótons para medição.

Esse sistema permite que informações sejam transmitidas sem sistemas normais, como processadores. Em vez disso, as informações podem ser movidas alterando os estados de onda das partículas emaranhadas.

Levar esse sistema a uma escala maior ainda permanece bastante evasivo. No entanto, os pesquisadores foram capazes de criar um sistema de quatro chips capaz de processar informações de maneiras semelhantes. Segundo o Dr. Imad Faruque:

“Com base em nosso resultado anterior de fontes de fóton único de alta qualidade no chip, construímos um circuito ainda mais complexo, contendo quatro fontes… todas essas fontes são testadas e são quase idênticas, emitindo fótons quase idênticos, que é um critério essencial para o conjunto de experimentos que realizamos, como a troca de emaranhados. ”

Aplicativos em Bitcoin e Criptomoedas

As aplicações para esses sistemas são amplas. Com as informações sendo transferíveis sem interação, os processos mecânicos não seriam mais necessários. Isso aumentaria drasticamente a velocidade dos processadores.

Esses processadores também potencialmente representariam um risco para as criptomoedas. Os computadores tradicionais exigiriam centenas de trilhões de operações para quebrar a criptografia SHA-256 do Bitcoin. Os cálculos quânticos, no entanto, exigiriam um pouco mais de 2 milhões de operações para encontrar a mesma informação.

Embora isso represente algum risco, outros fatores certamente estão em jogo. Um protocolo de criptografia suplementar pode ser potencialmente adicionado a Rede Bitcoin através de um softfork, o que limitaria a eficácia da computação quântica.

Independentemente do potencial de perda, o desenvolvimento é um grande avanço na tecnologia. Ainda é preciso saber se o Bitcoin precisará fazer alterações para proteger a rede.

Você acredita que o Bitcoin conseguirá vencer a computação quântica? Deixe nos comentários a sua opinião! Aproveite para compartilhar no Twitter e no Facebook!

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Com formação em ciências e redação, Alice começou a escrever profissionalmente há 7 anos. Desde então, ela tem aprendido, investido e escrito sobre criptomoedas e tecnologia blockchain para algumas das maiores publicações do setor. Atualmente, compõe a equipe de jornalistas Brasil da BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá