Comunidade cripto vibra com a alta histórica do bitcoin

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • 16 de dezembro de 2020 entra para a lista de datas mais importantes da história do bitcoin.

  • A maior criptomoeda do mundo ultrapassou a resistência de 20 mil dólares.

  • No Brasil, o bitcoin atingiu R$ 106.000 nesta manhã de quarta-feira.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

16 de dezembro de 2020 entra para a lista de datas mais importantes da história do bitcoin. A maior criptomoeda mundo acaba de ultrapassar a resistência de 20 mil dólares e a comunidade cripto comemora a alta.



Em 20 de novembro, o bitcoin bateu o marco histórico no Brasil, quando ultrapassou os 100.000 reais

Agora, pouco menos de um mês depois, a alta do bitcoin é comemorada no mundo inteiro, já que a criptomoeda atingiu o maior preço da história no dolár, quebrando a barreira de US$ 20.000.



Apesar da baixa do dólar no Brasil, o bitcoin também atingiu a sua máxima histórica no Real, sendo negociado em diferentes exchanges nacionais por cerca de R$ 106.000 nesta manhã de quarta-feira (16).

Alta histórica do bitcoin

Nas redes sociais, o marco é comemorado em peso pela comunidade cripto. Fernando Ulrich, economista famoso por defender o bitcoin desde 2014, quando escreveu o livro ‘Bitcoin: A moeda na era digital’, fez uma live para comentar a alta.

“Em 2010, 1 dólar comprava 1309 bitcoins. Hoje, 20 mil dólares comprar 1 bitcoin. […] Quando o bitcoin começa a bater recorde, é nesses momentos que todo mundo quer entrar cada vez mais no mercado. É o FOMO, o medo de perder o foguete decolando.”

No Instagram, o analista de criptomoedas, Fausto Botelho, acredita que o bitcoin, depois da máxima de hoje, tem chances de decolar de vez.

“Agora é hora de ficar de olho. O bitcoin acabou de romper um nível importantíssimo de resistência. Ele tem que agora engatar a primeira, segunda, terceira e ir cantando pneu para a alta, o que é eu acho que pode acontecer. Mas se não acontecer, é bull trap.”

Bitcoin deixa JPMorgan para trás

Jamie Dimon, CEO do JPMorgan Chase, sempre foi um crítico conhecido do bitcoin. No passado, chegou a chamar a criptomoeda de uma “fraude” que não poderia se consolidar. Conforme declarou em entrevista à CNBC:

“Eu não poderia me importar menos com o bitcoin. Se você é estúpido o suficiente para comprar isso, você pagará o preço um dia.”

Ironicamente, a capitalização de mercado do bitcoin acabou de ultrapassar a do seu banco, o JPMorgan.

O market cap do bitcoin nesta quarta-feira (16) é de US$ 384 bilhões. Dessa forma, o bitcoin acaba de deixou para trás o maior banco dos Estados Unidos, cuja capitalização de mercado está em US$ 367 bilhões.

De lá pra cá, o interesse institucional pelo bitcoin só vem aumentando, com empresas fazendo aportes milionários de investimento no BTC, como o MicroStrategy, Square, MassMutual, entre outras.

Morderam a língua

O gestor de fundos Marcelo Lopez, da L2 Capital, foi outro que teceu críticas a criptomoeda no passado. Ele chamava o BTC de bolha que nunca poderia ser considerada dinheiro, por não ser um meio de troca. 

No entanto, ele voltou para trás recentemente e reconheceu a função do bitcoin como importante reserva de valor.

Outra figura popular entre a comunidade cripto brasileira, mas não pelos melhores motivos, é o economista Samy Dana. 

Chamando os investidores de bitcoin de “anarco terraplanistas formados em filosofia do twitter”, Dana afirmava em 2014 que nada poderia garantir o preço da criptomoeda e que a bolha explodiria a qualquer momento. 

Seis anos depois, o bitcoin segue firme, deixando investidores do mundo inteiro muito satisfeitos. Finalmente, o bitcoin ultrapassou os 20 mil dólares.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Saori Honorato é jornalista e para o BeInCrypto escreve sobre os principais acontecimentos do universo das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá