Corretor Financeiro é Acusado no Instagram de Golpe com Bitcoin, Processa e Perde

Compartilhar Artigo

Um corretor financeiro, influente no Instagram, processou um usuário que o acusou de aplicar golpes envolvendo bitcoins.



As criptomoedas não são mais desconhecidas e, hoje, são a principal opção de investimento para muitos brasileiros. Estima-se que só em 2019 o Brasil movimentou cerca de R$ 10 bilhões em bitcoins.

Porém, com o aumento da adesão às moedas virtuais, o número de golpes e processos envolvendo o dinheiro virtual também crescem. Todos os dias são publicados processos, no Jusbrasil, contra supostas exchanges ou corretores financeiro.



Mas no caso de hoje foi diferente. Um corretor financeiro entrou com uma ação contra um cliente por calunia, mas ele perdeu o processo.

Entenda o que aconteceu

Segundo o corretor financeiro, um usuário no Instagram fez algumas postagens acusando o corretor de aplicar golpes com bitcoins. O usuário cita que o corretor aplicava golpes em conjunto com algumas plataformas, como a binarybit, teammillion, dfsystem, ddcorporation e hpxcripto, e que roubou cerca de 12 bitcoins de seus clientes.

O acusado é um influenciador digital de renome, que possui mais de 600 mil seguidores no Instagram.

O corretor financeiro entrou na justiça pedindo a suspensão de perfis, retirada de postagem ofensiva e a identificação de registro de contas do Instagram. Segundo ele o usuário mentiu e atentou contra a sua imagem e honra.

Ofensa à imagem e honra e liberdade de expressão

Ao julgar a ação o juiz deixou claro que o mercado de moedas virtuais no Brasil ainda é desregulado, sem fiscalização ou normatização do BACEN ou da CVM (Comissão de Valores Mobbiliários), e isso faz com que os investidores assumam riscos intangíveis, o que pode gerar grandes prejuízos para investidores incautos e inexperientes.

Quanto ao atentado à imagem e honra, o juiz aponta a quantidade de seguidores que o corretor possui no Instagram e diz:

“ É pessoa experiente em lidar com o público, seja para críticas ou elogios, em comportamento positivo ou negativo que de uma certa forma expõe sua vida privada, acostumando-se ao trato com o público e seus seguidores.”

Ele completa dizendo que juridicamente, o pedido do corretor atenta contra o direito à livre manifestação do pensamento, liberdade de expressão e o da inviolabilidade da intimidade.

“… pela prova até aqui juntada, não se permite maior análise da reprodução, ainda que parcial e tendenciosa, cuja relação transparece mais um desabafo de inconformidade do que propriamente de manifesta intenção ilícita e lesiva.”

Ele finaliza dizendo que o Instagram possui mecanismos para que usuários denunciem conteúdos ofensivos e retirada de conteúdo, portanto o corretor deveria utilizar esses mecanismos antes de buscar a justiça.

Faça parte da nossa página de criptomoedas no Twitter. Assim ficará por dentro das últimas notícias sobre criptomoedas e blockchain acontecendo no Brasil e no mundo.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Mercadóloga, mestra em estratégia e estudiosa do mercado financeiro. Entusiasta do Bitcoin, começou a escrever sobre criptomoedas em 2017 e nunca mais parou. Atualmente é colaboradora do portal BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá