Criptomoeda Chia destrói SSD de 1 TB com três meses de mineração

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Criptomoeda danifica SSDs e reduz sua vida útil.

  • Chia foi criada para ser alternativa ao grande consumo de energia provocado por outras criptomoedas

  • Países como o Vietnã já apontam escassez de discos de alta capacidade no mercado.

  • promo

    Participe da nossa comunidade gratuita no Telegram e obtenha sinais de trade e análises de criptomoedas todos os dias!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A mineração da criptomoeda Chia é capaz de destruir SSDs novos com apenas três meses de uso, de acordo com dados da Fast Technology.

Patrocinados



Patrocinados

O relatório, citado pelo Hardware Times, aponta que o processo de mineração é capaz de inutilizar um SSD de 512 GB em cerca de 40 a 50 dias, uma redução drástica da vida útil média de pelo menos cinco anos dos discos. 

Isto ocorre devido ao índice muito elevado de leitura e gravação no disco, que chega a 256 TB nesse período. No caso dos SSDs de 1 e 2 TB, a expectativa de vida útil aumenta para menos de três e seis meses, respectivamente. 

Patrocinados



Patrocinados

A alta taxa de deteriorização dos SDDs ocorre porque a Chia usa um tipo diferente de mineração, baseada no espaço livre do disco do minerador. A tática promete ser mais econômica em termos de consumo de energia, mas já está causando impacto no mercado de discos, fazendo com que o preço de alguns modelos de SDD dispare. 

Outra consequência é o aumento das chances de esses discos danificados serem integrados ao mercado de usados, uma vez que as fabricantes não oferecem garantias para periféricos danificados em mineração de criptomoedas. O receio é que isto leve a uma alta oferta de dispositivos com preço baixo e capacidade de operação limitada. 

O cenário se torna ainda mais provável considerando uma possível falta de discos novos no mercado. No Vietnã, esta escassez já está sendo notada no mercado, uma vez que muitos comerciantes estão comprando produtos em lote para exportá-los para a China, onde a criptomoeda já se popularizou. 

O executivo Hoang Lam, da Seagate do Vietnã, afirmou que os discos de 4 TB da empresa esgotaram em abril. Outros distriuidores apontam que o volume de vendas subiu 50% e não foi freado nem por um aumento de até 20% nos preços. 

A Chia foi criada por Bram Cohen, o criador do BitTorrent, e está em desenvolvimento desde 2017. Segundo dados do CoinMarket Cap, ela estreou no dia 3 de maio valendo cerca de US$ 1,596 e atingiu um pico de US$ 1,749 no mesmo dia. No momento ela é negociada a US$ 1,013. 

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

Jornalista de dados por formação, atuo no ramo de tecnologia há dez anos. Foi durante este tempo que conheci o mundo de criptomoedas, que venho acompanhando desde então. Já atuei para o grupo Globo, o jornal Gazeta do Povo de Curitiba (PR) e atualmente também escrevo para o portal UOL.

SEGUIR O AUTOR

Previsões de cripto com o Melhor Canal de Sinais com +70% de acertos!

Entre Agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora