Criptomoeda do Facebook: Libra Association formaliza registro no Brasil

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Libra Association congrega empresas que participam de projeto do Facebook

  • Diretor da Libra falará para brasileiros na próxima semana

  • Registro vem antes de liberação do WhatsApp Pay no Brasil

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A Libra Association formalizou seu registro no Brasil. A entidade congrega as empresas participantes do projeto Libra, a ‘criptomoeda do Facebook’.



O pedido de registro de marca foi realizado em maio de 2020 e chegou Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) em outubro. Os detalhes estão na edição mais recente da Revista da Propriedade Intelectual.

O documento descreve, por exemplo, quais deverão ser as funcionalidades esperadas por softwares que deverão vir a ser lançados pela Libra Association.



“software que facilite a capacidade de os usuários visualizarem, analisarem, registrarem, armazenarem, monitorarem, gerenciarem, negociarem e trocarem moeda digital, moeda virtual, criptomoeda, ativos digitais e blockchain, ativos digitalizados, tokens digitais, tokens criptográficos e utility tokens.”

O registro também revela funções típicas de exchange. A expectativa, portanto, é que a Novi, a carteira digital da criptomoeda, traga essa funcionalidade.

“software para enviar, receber, aceitar, comprar, vender, armazenar, transmitir, negociar e trocar moeda digital, moeda virtual, criptomoeda, ativos digitais e blockchain, ativos digitalizados, tokens digitais, tokens criptográficos e utility tokens; software para implementação e gravação de operações financeiras; software para criação de contas e manutenção e gerenciamento de informações sobre operações financeiras e livros-razão distribuídos e redes de pagamento ponto”.

A novidade surge dias antes de Dante Disparte, diretor do projeto Libra, falar a brasileiros. Ele será o principal palestrante da noite de blockchain do Future of Money, organizado pela Exame, na próxima terça-feira (17). Os irmãos Winklevoss, donos da exghange Gemini, também marcarão presença.

Libra aguarda regulamentação

O projeto Libra envolve um novo sistema de pagamentos mundial em blockchain. No entanto, após reformulações e saída e entrada de novos parceiros, a iniciativa ainda deve precisar de aval de governos.

O G7, grupo composto pelos sete países mais poderosos do mundo, chegou à essa conclusão recentemente. Um relatório divulgado em outubro pela Reuters deixa claro que a criptomoeda do Facebook só será liberada mediante regulamentação.

Além disso, na última semana, um diretor do Banco Central Europeu chegou a dizer que stablecoins como a Libra podem ser um “risco social”.

Enquanto isso, no Brasil, o BC ainda não liberou o WhatsApp Pay, bloqueado desde junho. O meio de pagamentos do Facebook já estreou na Índia. No começo, a plataforma será um meio de transferir usando cartão da Visa e Mastercard usando a Cielo como processadora. No entanto, a expectativa é que, no futuro, a moeda Libra seja integrada de alguma maneira.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá