Criptomoeda meme Vira-Lata Finance (REAU) derrete 82% em meio a acusações de golpe

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • REAU, token do projeto brasileiro Vira-Lata Finance, derreteu mais de 82% nos últimos três dias.

  • Investidores acusam criadores de aplicar golpe.

  • Membro da equipe diz ao BeInCrypto que queda é normal.

  • promo

    Participe da nossa comunidade gratuita no Telegram e obtenha sinais de trade e análises de criptomoedas todos os dias!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A criptomoeda Vira-Lata Finance (REAU), inspirada no meme do “vira-lata caramelo”, inciou um forte movimento de queda nos últimos três dias.

Patrocinados



Patrocinados

Atualização em 05/04: os responsáveis pelo projeto da Vira-Lata Finance emitiram um comunicado respondendo as acusações. O material vai ao final da matéria.


Após viralizar nas redes sociais e ter a listagem confirmada em uma exchange brasileira, o preço do token REAU derreteu mais de 82% na Binance Smart Chain, no par com a BinanceCoin (BNB).

Patrocinados



Patrocinados

O movimento começou ainda na manhã de quinta-feira (1). Por volta das 8h, o preço da REAU recuou 22,11%, de 0,00000009630 BNB para 0,00000007500 BNB, no período de uma hora.

Em seguida, o preço se recuperou rapidamente, mas logo iniciou uma nova sequência de baixa, dessa vez mais agressiva. Às 17h, a REAU despencou de 0,00000008477 BNB para 0,00000003020 BNB, uma desvalorização de 64,37% em uma hora.

A criptomoeda, então, voltou a subir, mas sem força suficiente para sustentar uma recuperação. Na madrugada deste domingo (4), o preço já havia chegado a 0,00000001678 BNB. No total, a queda devorou 82,57% do valor do token.

Token REAU derreteu 82% em três dias.

Criador é acusado de golpe de saída

A queda brusca de preço do token REAU vem na esteira de diversas acusações de usuários de que os criadores anônimos do projeto estariam aplicando um golpe.

Usuários acusam a equipe em torno da moeda de aplicar um golpe de saída, tipo de fraude que envolve inflar o preço de um ativo artificialmente para, então, despejá-lo em grande quantidade no mercado, deixando investidores no prejuízo.

Paira a suspeita de que o criador (ou os criadores) do projeto tenham o controle de grande parte da oferta da moeda. O estoque teria sido concentrado na carteira 0x40a3c250f49e956e59f7c159c0d1be89f157bca3, que recebeu cerca de 56 trilhões de tokens há 12 dias, ainda no início do projeto.

Um documento com acusações aos criadores da Vira-Lata Finance que circula em grupos de criptomoedas mostra que esses valores foram redistribuídos para outras quatro carteiras, que, por sua vez, enviaram pacotes de, no mínimo, 2,28 trilhões de moedas para novos endereços.

Pela cotação do token REAU antes da queda e considerando o BNB a US$ 345, uma carteira de 2,28 trilhões de REAU valeria US$ 75,7 milhões, muito mais do que os US$ 16,3 milhões de valor total de mercado do ativo após a queda dos últimos dias, caso houvesse liquidez para tanto.

Também nos últimos três dias, a suposta carteira do criador iniciou um forte movimento de conversão de REAU para BNB, coincidindo com o movimento de queda.

Suposta carteira do criador da Vira-Lata Finance (REAU) começou a despejar moedas no mercado há três dias, quando começou o movimento de baixa.

Projeto Vira-Lata Finance fecha comunidade no Telegram

Ao BeInCrypto, um membro da equipe de marketing da moeda identificado como “Beliscão” conta que o projeto tomou uma proporção grande demais para suportar, mas que o time estaria trabalhando em um white paper e em um novo site para “voltar com tudo”.

“Não sei porque as pessoas ficam reclamando, com fake news, acusando a gente. Nosso objetivo é conscientizar as pessoas sobre as finanças descentralizadas e ajudar os animais”, se queixa o estrategista de marketing de 25 anos de Goiás, para quem a baixa de mais de 80% é uma “correção natural”.

“Essas quedas são normais no mercado DeFi, já aconteceu com vários outros projetos”. É importante lembrar, no entanto, que tokens DeFi que passaram por quedas dessa proporção no período de forte baixa em novembro de 2020 nunca mais se recuperaram, como é o caso do Swerve (SWRV).

As acusações de usuários e a situação “difícil de suportar” teriam motivado a remoção de diversos investidores da comunidade no Telegram. Após uma enquete com os participantes, os administradores também anunciaram o fechamento do grupo principal e da sala de chat de voz ativa até então.

Administradores da comunidade do Vira-Lata FInance fechara grupo no Telegram.

Beliscão, da equipe de marketing, diz ter entrado no time ainda no segundo dia de projeto, mas confessa não conhecer o criador, cuja identidade permanece anônima. Ele também diz não saber responder a questionamentos sobre a concentração de tokens em algumas carteiras e às acusações de golpe por diversos investidores.

O principal nome por trás da REAU seria o usuário conhecido como “Galacticão”, que também nega ser o criador. A reportagem tentou contato com o membro da Vira-Lata Finance, mas não obteve resposta até a publicação.

Em resposta ao BeInCrypto, o usuário identificado como “Pancake Flash”, que se diz um dos administradores do Vira-Lata Finance, reafirma a tese de que a queda seria decorrente de um movimento normal de mercado.

“Aqueles que entraram no início do Projeto, realizaram seu lucro quando teve o BOOM, mas o pessoal mais leigo que não entende muito sobre Investimentos começou a vender porque viram o preço caindo, e nisso gerou um efeito manada de venda.”

Posicionamento dos desevolvedores

A equipe de desenvolvedores anônimos da Vira-Lata Finance divulgou um comunicado na noite de domingo (4) em que rebate acusações levantadas por usuários e pelo documento que circula nas redes sociais.

Os envolvidos no projeto admitem a existência da carteira “mestre” com trilhões de tokens REAU criada apenas 18 horas depois do lançamento do projeto.

No entanto, eles garantem que não são os donos e que a comunidade no Telegram já tinha, naquela altura, mais de 100 membros. O dono, portanto, poderia ser qualquer um dali.

Confira o comunicado na íntegra:

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Sou editor-chefe do BeInCrypto Brazil desde abril de 2021.

SEGUIR O AUTOR

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora