Criptomoeda vive gangorra após regulação, rompe e é nova líder entre tokens DeFi

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • LEND disparou após aprovação no Reino Unido, mas despencou logo em seguida

  • Token DeFi voltou a se recuperar e rompeu de preço nesta quarta-feira

  • Subida a tornou o ativo DeFi com maior valor travado na rede Ethereum

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A criptomoeda LEND, utilizada pela empresa Aave no mercado de finanças descentralizadas (DeFi), vive uma gangorra nos últimos dias. Em 48 horas, ela disparou 35%, despencou 12%, mas voltou a subir.



Na manhã desta quarta-feira (26), o protocolo para concessão de empréstimos registra nova máxima e toma a liderança entre tokens DeFi com mais valor travado na rede Ethereum.

A primeira disparada ocorreu após aprovação regulatória do ativo no Reino Unido. Autoridades britânicas concederam à Aave autorização para operar no mercado de finanças eletrônicas. Dessa maneira, os negócios que usam a LEND passam a ter amparo legal.



O movimento de alta começou horas antes do anúncio, na segunda-feira (24). Logo depois, disparou até 35%, de cerca de US$ 0,56 para US$ 0,76 em 24 horas.

No entanto, o preço sofreu uma forte correção logo em seguida. Na terça-feira (25), o preço da LEND chegou a US$ 0,67, segundo dados do CoinGecko, uma queda de quase 12%.

Participe da nossa Comunidade de Trading no Telegram para acessar sinais exclusivos de negociação, conteúdo educacional, discussões e análises de projetos!

LEND rompe e toma liderança de ranking DeFi

A correção implicou na liquidação de algumas posições. No entanto, a LEND voltou a subir e rompeu o limite de US$ 0,76.

Nesta quarta-feira (26), a criptomoeda registra nova máxima de US$ 0,86, com alta de 17% em 24 horas. O crescimento acumulado nos últimos 30 dias já se aproxima de 200%.

Com a nova alta, o volume em dólares dos valores travados pela LEND passou a ser o maior de todos. Considerando os tokens DeFi na rede Ethereum, a criptomoeda já responde por US$ 1,52 bilhões em valores travados.

Com crescimento de mais de 5% em um dia, o valor supera o da MakerDAO (MKR). O token DeFi também feito para o ramo de empréstimos acumula US$ 1,4 bilhões, com queda de 2,26% em 24 horas. Os dados são do monitor DeFi Pulse.

Mercado de finanças descentralizadas tem queda

Apesar da subida da LEND, o mercado e DeFi como um todo vem perdendo valor nos últimos dias. A principal culpa recai sobre a queda da Chainlink (LINK).

Ativo mais valioso desse grupo de tokens criptográficos, a moeda registra nesta manhã preço de US$ 14,42, bem abaixo da máxima de US$ 19,83 atingida há 10 dias.

A LINK já acumula recuo de mais de 10% em 10 dias. Além disso, em meio ao movimento, alguns grandes investidores vêm mostrando interesse em tirar saldos do mercado.

Segundo o monitor Whale Alert, cerca de 1,2 milhões de LINK foram retirados de exchanges desde domingo (23). O valor corresponde, na cotação de hoje, a aproximadamente US$ 17,3 milhões.

Após atingir quase US$ 17 bilhões, o valor de mercado das moedas DeFi respondem, hoje, por US$ 14,3 bilhões.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá