Criptomoedas Brilham Enquando Dívida Hipotecária dos EUA Excede Níveis de 2008

Compartilhar Artigo

O total da dívida hipotecária em circulação nos Estados Unidos excedeu US $ 15,8 trilhões, sem sinais de desaceleração, de acordo com dados provenientes do Federal Reserve dos EUA. As criptomoedas poderiam servir como um hedge?



Um gráfico publicado pelo departamento de Pesquisa Econômica do Federal Reserve Bank de St Louis mostra que o total da dívida hipotecária decresceu consideravelmente entre os anos de 2008 e 2013, refletindo anos de desaceleração econômica e relutância na propriedade. No entanto, essa tendência reverteu-se em 2014 e, finalmente, resultou no montante de dívida que supera os níveis de 2008.

Dívida hipotecária e a grande recessão

Acredita-se que a dívida de hipotecas domésticas tenha desempenhado um papel monumental no crash da bolsa de 2007 e na recessão subsequente. No início dos anos 2000, o Federal Reserve reduziu as taxas de juros para os bancos. Por sua vez, isso levou as instituições financeiras a emprestar mais dinheiro a empresas, indivíduos e proprietários de imóveis aspirantes, mesmo aqueles que de outra forma não se qualificariam devido à capacidade de crédito “subprime”. Essas hipotecas subprime insustentáveis ​​acabaram levando à queda do Lehman Brothers em setembro de 2008, que precipitaram a Grande Recessão.



Economistas e analistas também observaram outros indicadores que sugerem uma recessão iminente, mais cedo ou mais tarde. Uma curva de rendimento invertida, por um lado, foi um preditor confiável de recessões no passado. De fato, todas as nove principais recessões desde 1950 foram precedidas por longos períodos de uma curva de rendimento negativa ou invertida. Em 2019, a curva de juros caiu para seu nível mais baixo desde maio de 2007, preocupando muitos em Wall Street. Com uma tensão política sem precedentes entre os EUA e vários outros países, incluindo China e Irã nos últimos meses, especialistas acreditam que a turbulência econômica é inevitável.

Enquanto isso, criptomoedas como o Bitcoin tiveram sucesso considerável e até estabilidade após esses indicadores. Em meados de 2019, as tensões da guerra comercial entre os EUA e a China provocaram um êxodo em massa da riqueza dos investidores chineses de instrumentos financeiros tradicionais em criptomoedas . Isso levou a um aumento significativo no preço do Bitcoin, permitindo que ele ultrapassasse US $ 10.000 pela primeira vez em cerca de um ano.

Criptomoedas: uma ameaça iminente para a fiduciária?

A maioria das moedas digitais não é afetada por eventos geopolíticos, pois são descentralizados e podem ser usados ​​independentemente das fronteiras ou jurisdição do governo. Como resultado, eles tendem a ser negociados com o mesmo preço em todo o mundo. Em essência, o Bitcoin tornou-se atraente para muitos investidores por sua capacidade de servir como uma reserva de riqueza, bem como uma moeda de reserva.

Considerando que a primeira criptomoeda do mundo, Bitcoin, foi lançada logo após e em resposta à crise financeira de 2008, não é surpreendente que também seja percebida como o melhor hedge contra esses eventos ou uma incipiente economia americana.

No entanto, embora o futuro pareça sombrio, vale a pena notar que não há garantia de uma iminente crise. Mesmo a curva de juros, um indicador historicamente significativo, não foi seguida por uma recessão por até 50 meses , como foi o caso em novembro de 1965.

Você acredita que estamos a beira de um colapso econômico? Deixe nos comentários a sua opinião! Aproveite para compartilhar no Twitter e no Facebook!

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Caio é um grande entusiasta de criptomoedas e day trader em tempo integral. A paixão pelo mercado financeiro e pela escrita permitiu que começasse a fazer parte do projeto BeInCrypto em ser o principal portal de notícias de criptomoedas e blockchain. Caio é também estudante de Ciências Econômicas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá