CVM aprova primeiro ETF 100% Bitcoin e abre caminho para comprar BTC na bolsa

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • CVM aprovou o lançamento na bolsa brasileira do novo ETF de bitcoin da QR Asset Management.

  • Este será o primeiro índice 100% atrelado ao bitcoin da América Latina.

  • No início da semana, os reguladores também aprovaram o ETF de criptomoedas da Hashdex.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Os reguladores da CVM deram sinal verde para a entrada de um ETF 100% bitcoin na bolsa brasileira, o primeiro da América Latina.



A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aprovou um pedido da gestora de investimentos QR Asset Management de lançar na bolsa brasileira um novo fundo de índice (ETF) de bitcoin.

Este será o primeiro índice a representar 100% o bitcoin na B3 e vai facilitar a entrada de novos investidores ao mundo das criptomoedas.



O diretor executivo da holding QR Capital, Fernando Carvalho, declarou ao Valor Investe que a empresa agora vai começar a captação de oferta primária. A estimativa é que essa fase movimente cerca de R$ 500 milhões.

Novo ETF replica 100% o preço do bitcoin

Quando entrar na bolsa brasileira, o ETF será negociado sob o ticker QBTC11 e vai replicar o preço médio do bitcoin com base no índice CME CF Bitcoin Reference Rate.

Esse índice em questão foi desenvolvido pela CF Benchmarks e também é utilizado pela Chicago Mercantile Exchange (CME), a maior bolsa de derivativos do mundo.

Sem revelar as taxas do ETF, o executivo afirmou que “será barato”, uma vez que o fundo não cobrará taxas de performance.

De acordo com Carvalho, a previsão é que o índice já esteja operando na bolsa brasileira ainda neste primeiro semestre. Ele acredita que o ETF terá uma ampla adoção entre os investidores brasileiros, conforme declarou:

“Hoje acredito que é um erro não ter criptoativos no portfólio e mesmo os investidores menos sofisticados vão entender isso. A facilidade de comprar pelo homebroker será uma facilitadora desse processo em um mercado que está crescendo exponencialmente.”

Aliás, além de ter lançado do primeiro ETF de bitcoin da América Latina, a QR Capital também foi pioneira quando criou o primeiro fundo de investimento 100% em bitcoin da região.

Brasil vai contar com dois ETFs de criptomoedas 

A novidade da QR Capital vem à tona poucos dias depois do ETF de criptomoedas da Hashdex também receber a aprovação dos reguladores brasileiros.

O índice da Hashdex, no entanto, se diferencia do produto da QR Capital ao englobar outros ativos que não apenas o bitcoin. 

Além do BTC, o ETF acompanhará as criptomoedas Ethereum (ETH), Stellar (XLM), Litecoin (LTC), Bitcoin Cash (BCH) e Chainlink (LINK). Também sem previsão de lançamento, o índice estará sendo negociado sob o ticker HASH11.

Os dois novos índices prometem popularizar as criptomoedas entre os investidores e colocam o Brasil à frente até mesmo dos Estados Unidos. Por lá, os reguladores ainda se mostram resistentes em liberar um índice cripto na bolsa.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Saori Honorato é jornalista e para o BeInCrypto escreve sobre os principais acontecimentos do universo das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá