Dash se defende após anúncio de exclusão da Bittrex

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • A Dash usou o Twitter para se defender publicamente contra a exclusão da Bittrex.

  • O CEO do Dash Core, Ryan Taylor, enviou um tópico de 25 tweets mostrando como a Dash não é uma moeda de privacidade.

  • Ele aponta para uma pesquisa de junho de 2020, Chainalysis para fazer seu caso.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A equipe Dash respondeu no Twitter à remoção da listagem da Bittrex no dia 1º de janeiro.



No dia 1 de janeiro, a Bittrex anunciou a exclusão de quatro tokens, a saber, Dash, Grin, Monero e Zcash. Os quatro foram considerados moedas de privacidade. A exclusão do Grin era esperada; A Bittrex avisou sobre isso em novembro.



Uma resposta vigorosa

A Dash não desistiu da exclusão. No dia 1º de janeiro, a equipe da Dash tweetou uma resposta:

O tweet chamou a atenção dos leitores. Isso não foi por causa da obstinada resistência da empresa em face do fechamento de capital. Em vez disso, no tweet, a equipe afirmou que não era um token de privacidade. O bitcoin, escreveram eles, tinha o mesmo nível de segurança.

Ah, é mesmo?

Os investidores cripto reagiram rapidamente. Alguns apontaram que, no passado, a Dash enfatizava suas funções de privacidade.

A Dash está nos detalhes

O CEO da Dash Core Group, Ryan Taylor, acessou o Twitter para adicionar detalhes ao tweet da equipe. Em uma série de tweets no dia 2 de janeiro, Taylor explicou que entendeu que a ação da Bittrex foi motivada por um risco percebido da rotulação pelo governo dos EUA em Anonymity Enhanced Cryptocurrencies (AECs).

Taylor também afirmou que a Dash já está trabalhando em respostas às publicações dos órgãos do departamento de Justiça e Tesouro para mostrar que a Dash não é um AEC. A equipe enviará observações formais já no dia 4 de janeiro.

Indo mais fundo

A maior parte do tópico de 25 tweets de Ryan Taylor retrata a plataforma como oferecendo uma versão (embora melhor) de recursos encontrados em outras partes do universo cripto. Ela encontra apoio em alguns lugares sérios.

Chainalysis coloca Dash na linha

Em sua análise do Dash, a Chainalysis se concentra na funcionalidade PrivateSend da plataforma. Os autores observam que a PrivateSend não é uma configuração padrão – os usuários precisam selecioná-la. Por padrão, Dash não é muito diferente do Bitcoin nesse aspecto.

Além disso, PrivateSend é uma versão de marca do CoinJoin. Funcionalmente, não há diferença entre os dois. A principal diferença do Dash é que ele não cobra mais para usar PrivateSend, enquanto a maioria dos habilitadores CoinJoin o faz. Os autores observam que, no final, o Dash é apenas mais fácil de usar e mais barato do que seus concorrentes.

O Chainalysis afirma que PrivateSend é responsável por aproximadamente 9% das transações do Dash. Esse percentual também está caindo. No entanto, a Chainalysis não mencionou se isso ocorre porque o uso de PrivateSend está caindo ou se as transferências públicas estão ganhando volume em um ritmo mais rápido.

Outro ponto que os pesquisadores destacaram é que, em algumas circunstâncias, é possível montar uma transação. Como tal, a Chainalysis está incluindo a plataforma em seu pool de investigação.

Colocando uma linha abaixo

A Dash está ocupada se defendendo, mas este é o caso de um alvo em movimento. Grande parte da alta administração da SEC deixou a Comissão recentemente. Novos funcionários assumirão o caso – ou não. Além disso, esses funcionários estarão sob a nova presidência de Biden.

A avaliação da Chainalysis é uma parte importante da defesa da Dash. Órgãos do governo dos EUA dependem fortemente da Chainalysis, e se a empresa diz que pode interpretar algumas das transações, o caso da SEC fica enfraquecido.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

A opinião da equipe BeInCrypto em uma única voz.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá