Datathon da FGV poderá ser visto em tempo real

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • FGV promove desafio de inovação com Bitcoin e Blockchain.

  • Competição desafia equipes a trabalharem em problemas do mundo real.

  • 2º Datathon começa nesta sexta.

  • promo

    BIT: 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios. Entrar agora!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A 2ª edição do Dathaton da FGV começa nesta sexta-feira (29) e poderá ser acompanhada ao vivo.

Patrocinados



Patrocinados

A competição, promovida pela Escola de Economia de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV EESP), desafia equipes a criarem soluções para problemas reais. Ela poderá ser acompanhada a partir das 9h no canal do YouTube da entidade.

As equipes têm nove dias, incluindo dois finais de semana, para trazer soluções e inovações financeiras para desafios que envolverão Bitcoin, blockchain e outros criptoativos, baseados nos temas e conjunto de dados que serão fornecidos no dia de abertura do evento.

Patrocinados



Patrocinados

Como funciona o Datathon

No primeiro dia, as equipes assistirão a apresentações de pesquisas em andamento da FGV e da Ripple, que são parceiras na organização do evento.

As palestras falam sobre temas como uma criptomoeda social, previsão de preços e melhorias no protocolo do Bitcoin. Os participantes também terão acesso a bases de dados de criptomoedas, e poderão utilizar essas informações durante o desafio.

Cada grupo terá entre três a cinco pessoas e a organização selecionará no máximo 20 equipes participantes.

Ao final da primeira fase, cinco times serão selecionados para uma etapa final. A divulgação dos classificados será feita em 12 de novembro.

Essas equipes farão uma apresentação oral defendendo suas conclusões no dia 17 de novembro. As vencedoras serão anunciadas dois dias depois, em 19 de novembro.

As premiações variam entre R$ 2.000 a R$ 8.000. Além dos prêmios em dinheiro e um certificado, serão ofertadas vagas gratuitas para os cursos de Blockchain (45h) e Criptofinanças (45h), do Mestrado Profissional em Finanças e Economia da FGV EESP, com início das aulas previsto para o 1º e 3º trimestres de 2022, respectivamente.

A EESP-FGV e a Hashdex, apoiadora do Datathon, conduzem atualmente um pioneiro levantamento sobre o segmento cripto no Brasil, cuja principal conclusão, até aqui, é de que as criptmoedas já são a terceira classe de ativos preferida entre clientes de plataformas digitais de investimentos.

1ª edição apresentou modelo de combate a operações ilegais

A primeira edição do Datathon da FGV aconteceu em agosto de 2020, reuniu 17 equipes com 57 estudantes de sete Estados brasileiros e levantou soluções sobre previsão de preços e identificação de operações ilícitas.

Participaram do desafio 21 Instituições de ensino. Os trabalhos premiados foram apresentados em um webinar e estão disponíveis online.

As soluções apresentadas e enfoques trataram de assuntos como o processo de descoberta de preços em plataformas de negociação de criptomoedas, a análise preditiva do preço do bitcoin, identificando em quais momentos comprar ou vender unidades da criptomoedas e um modelo estatístico capaz de identificar operações ilegais envolvendo criptoativos.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Apaixonada pelo que faz, Aline Fernandes é uma profissional que atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por quase todas as redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia dentro do pregão da BM&F Bovespa, hoje B3 - incluindo a cobertura do último pregão viva voz no Brasil. Coordenou um grupo de dez correspondentes em três continentes para decidir as pautas mais relevantes do dia para o telespectador. Já participou de treinamentos e cursos no exterior, passou em zonas de guerra na Cisjordânia, Faixa de Gaza, fronteiras da Síria, Líbano, além da Jordânia e Egito. Atualmente estuda Mídias e Marketing Digital na pós-graduação da ESPM. Acredita no trabalho com ética, excelência, profissionalismo e no bom jornalismo. O futuro é o que estamos realizando agora.

SEGUIR O AUTOR

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

BIT. 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios.

Entrar agora