Desembargador que Aumentou Pena de Lula é o Mesmo que Negou Liberdade para Líder da Unick

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Leandro Paulsen aumentou pena de Lula no caso Atibaia, além de negar habeas corpus para Fernando Lusvarghi.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O desembargador que aumentou a pena do ex-presidente Lula é o mesmo que negou o pedido de liberdade de um dos líderes da Unick Academy. Leandro Paulsen faz parte do TRF-4, onde um habeas corpus de Fernando Lusvarghi foi apresentado.



Lula e um líder da Unick Academy possuem o mesmo “algoz” no que diz respeito a sentenças em desfavor dos acusados. Neste caso, o elo entre os dois está no desembargador Leandro Paulsen. O jurista é responsável por negar a liberdade para o diretor jurídico da Unick Academy.

O nome de Paulsen voltou a ser notícia depois que a pena do ex-presidente Lula foi aumentada pelo TRF-4. O desembargador votou para o aumento da sentença relacionada ao político nesta última quarta-feira (27).



O ex-presidente do Brasil responde como suposto dono do Sítio em Atibaia, enquanto que o líder da Unick tenta ficar longe da cadeia.

Desembargador julga caso sobre Lula e Fernando Lusvarghi

O líder da Unick Academy, Fernando Lusvarghi, apresentou um habeas corpus para não ser preso. A Polícia Federal procurava o advogado, que teve um pedido de prisão temporária expedido. No entanto, o paradeiro de Lusvarghi era completamente incerto.

A justiça indeferiu o habeas corpus do diretor jurídico da empresa acusada de pirâmide financeira. A liminar foi apresentada pelo empresário logo após a Operação Lamanai ser deflagrada.

Em decisão publicada pelo desembargador Leandro Paulsen, o mandado de prisão contra o líder da Unick foi preservado. Desse modo, o homem acusado de vários crimes poderia ser detido pelas autoridades.

Pena de Lula aumenta com publicação de Paulsen

O desembargador que não permitiu que Lusvarghi responda em liberdade é o mesmo profissional que aumentou a pena de Lula. Neste caso, Paulsen divulgou que o ex-presidente deverá ser condenado a 17 anos e 10 dias em regime fechado na prisão. A pena faz menção ao caso conhecido como “Sítio Atibaia”.

Sobre a decisão do jurista cabe ainda recursos e reflete uma disputa acirrada entre forças na justiça. A defesa de Lula garante que o Leandro Paulsen está desafiando o Supremo Tribunal Federal (STF), ao aumentar a pena para o caso em mais de quatro anos.

Por outro lado, Lula aguardará em liberdade pelo julgamento do processo sobre o sítio em Atibaia. O político deverá recorrer da decisão, já que ainda restam recursos para este caso. Contudo, este não será o mesmo destino para Fernando Lusvarghi, que “passou pelas mãos” do mesmo desembargador do ex-presidente.

Lula Livre, Lusvarghi preso

Com o indeferimento do habeas corpus do advogado da Unick, a prisão do dono da S.A. Capital deve acontecer a qualquer momento, caso o empresário ainda não esteja preso.

Alguns investidores alegam que o líder da Unick Academy encontra-se preso. Por outro lado, não existem informações oficiais sobre a prisão do advogado. Usuários mencionaram que Lusvarghi foi visto em um show do Roupa Nova.

Sem conseguir a liberdade, o destino do advogado será o mesmo que outros quatro líderes do esquema que estão ainda presos no sul do país. No total, 15 pessoas foram indiciadas, na investigação que seguem em curso na Polícia Federal e no Ministério Público.

Você sabia que o mesmo jurista que sentenciou casos envolvendo o presidente Lula e o mesmo que não permitiu a liberdade de líder da Unick Academy? Comente sobre o caso e não se esqueça de compartilhar no Facebook.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos mais tarde. Já trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas, sendo que atualmente é um dos colaboradores do BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá