Dinheiro da GenBit É Bloqueado por Mulher que Esperava Receber Bitcoin

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Cliente consegue o arresto de bens em nome do negócio que oferecia lucros com investimentos em criptomoedas.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Supostos investimentos em Bitcoin fez com que mais uma cliente bloqueasse bens da GenBit. A usuária procurou a justiça para reaver a quantia investida no negócio, de pouco mais de R$ 5 mil no total. Além disso, até então as custas processuais não serão cobradas neste caso, onde existia a promessa de lucros a partir do Bitcoin.



A GenBit é uma empresa que oferece lucros mediante aplicações na criptomoeda mais famosa de todo o mercado. Como mostra o processo movido na Justiça de Barretos – SP, o juiz em questão deferiu o arresto de bens em nome da GenBit.

Este não é o primeiro processo envolvendo a GenBit e empresas relacionadas ao esquema. Clientes com pagamentos em atraso que se estendem há quatro meses esperam por respostas da plataforma. Sendo que o dinheiro dos investidores deveria ser usado para a compra de Bitcoin.



Promessa de lucro com Bitcoin termina com atrasos

Uma investidora de Barretos em São Paulo conseguiu o arresto de dinheiro em nome da GenBit. Os autos do processo narram que a cliente entrou no negócio com a esperança de receber lucros a partir de investimentos em Bitcoin.

No entanto, não foi isto que aconteceu para a usuária que move a ação judicial. Sem respostas sobre o pedido de saque em atraso, bem como o pagamento de supostos lucros, a justiça foi o caminho escolhido por Juliana Rocha.

No total, Juliana pede o arresto de R$ 5.543,64 em bens da GenBit. A plataforma é citada como ré juntamente com outros negócios que fazem parte do esquema, como a Gensa Serviços Digitais, HDN Participações e Arbor Brasil Serviços de Gestão Financeira. Sendo assim, todas estão sujeitas ao bloqueio de bens após oferecer a mulher que move o processo lucros a partir do Bitcoin.

Mulher consegue justiça gratuita contra a GenBit

O valor da causa em questão fez com que a cliente da GenBit conseguisse a justiça gratuita para este caso.

Conforme explicita a decisão de Paulo Cícero Augusto Pereira, a mulher deve apresentar documentos que comprovem a sua hipossuficiência. Em outras palavras, o juiz decidiu que informações adicionais devem ser recolhidas como prova para o não pagamento das custas processuais.

Neste caso foi estabelecido que documentos como declaração de imposto de renda, por exemplo, devem ser juntados à ação. Caso não apresente tais informações, a gratuidade da justiça poderá ser indeferida.

“À comprovação da alegada hipossuficiência, por visar parte autora ser beneficiada com a gratuidade da justiça, junte a mesma nos autos, em prazo de 10 (dez) dias, cópias das últimas 03 (três) declarações de imposto de renda completas, ou seja, inclusive com a parte referente à declaração de bens com a evolução patrimonial.”

Além de declarações do imposto de renda, a investidora deve apresentar à justiça dados como movimentações bancárias e até mesmo contracheques que comprovem a origem da renda da cliente da GenBit.

Com a decisão judicial a GenBit e outras empresas associadas ao negócio podem ter mais de R$ 5 mil bloqueados. Portanto, o valor faz referência a cota investida pela mulher que processa a plataforma, que prometia lucros com operações no mercado de criptomoedas de Bitcoin.

Você conhece alguma investidora com saques de Bitcoin da GenBit em atraso? Comente sobre a notícia e compartilhe no Twitter.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Com formação em ciências e redação, Alice começou a escrever profissionalmente há 7 anos. Desde então, ela tem aprendido, investido e escrito sobre criptomoedas e tecnologia blockchain para algumas das maiores publicações do setor. Atualmente, compõe a equipe de jornalistas Brasil da BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá