“Efeito Musk” volta a impactar o mercado ao prolongar a dormência do bitcoin

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • O analista da Willy Woo mostra um gráfico da dormência média do bitcoin.

  • A compra da Tesla de US$ 1,5 bilhão em BTC prolongou a dormência do bitcoin.

  • A compra também parece ter afetado os preços do bitcoin ao longo prazo.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A compra de bitcoin pela Tesla impactou na dormência do mercado?



O analista de dados on-chain Willy Woo postou um tweet neste domingo, 28 de março, mostrando um gráfico da dormência média do bitcoin. Ou seja, os períodos em que a moeda fica parada na carteira, portanto, sem a realização de lucros.

O gráfico mostra que a dormência do bitcoin diminuiu drasticamente pouco antes da compra bilionária da Tesla. Desde então, ele se alongou novamente. 



Dessa forma, o gráfico indica que a compra da Tesla redefiniu a dormência do bitcoin para o nível de novembro, antes do ativo começar a quebrar os recordes de preços mais altos.

“Efeito Musk” #1

Desde então, o “Efeito Musk” ficou perceptível no mercado cripto. No início de fevereiro de 2021, o Blockchain Research Labs realizou um estudo mostrando como alguns dos tweets de Musk pareciam provocar mudanças anormais nos preços do  BTC e DOGE.

Em seguida, surgiram rumores de que a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) estava interessada em conversar com ele sobre o efeito dos seus tweets no mercado. Desde então, os endossos a criptomoedas por celebridades em geral diminuíram rapidamente. 

Musk, embora afirmasse que uma investigação da SEC sobre os seus tweets do Dogecoin seria “incrível”, também mudou seu tom. Em meados de março, os tweets do bilionário sobre a DOGE já não estavam influenciando nos preços da moeda como anteriormente.

“Efeito Musk” #2, parte 1

No dia 8 de fevereiro, a Tesla anunciou a compra de US$ 1,5 bilhão em bitcoin e o mercado reagiu imediatamente. Com uma alta de dois dígitos, o bitcoin ultrapassou a barreira dos US$ 40.000, e desde então, não ficou abaixo disto. Além disso, as ações da Tesla também começaram a rastrear o preço do bitcoin.

Quando a Tesla anunciou o investimento de US$ 1,5 bilhão, também prometeu que incluiria o bitcoin como uma forma de pagamentos para os seus produtos. A fabricante de carros elétricos cumpriu a promessa no dia 24 de março.

O tweet de Musk que trouxe à tona a notícia foi retuitado milhares de vezes. No entanto, o efeito positivo sobre o preço do BTC foi mínimo e não passou de uma alta isolada. 

“Efeito Musk” #2, parte 2 

O tweet do analista Willy Woo levanta uma questão importante sobre a tendência dos HODlers de manter suas participações de bitcoin paradas, mesmo em períodos em que o preço do bitcoin sobe. 

Depois que Tesla comprou bitcoin, os primeiros investidores que costumam lucrar em cada alta, vendendo suas moedas que carregam mais dormência, parecem ter freado o movimento e segurado seus ativos. 

Conforme mostrou o BeInCrypto, o ciclo atual de alta do bitcoin é diferente das anteriores de 2011, 2013 e 2017, porque sinaliza uma forte tendência dos detentores de longo prazo em segurar (e aumentar) suas posições.

Além disso, demonstra que há espaço para o bitcoin crescer no curto prazo. E enquanto a dormência permanecer acima do nível do período pré-Tesla, os HODLers aparentemente pensarão assim também.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

James Hydzik é redator e editor de finanças e tecnologia morando em Kiev, Ucrânia. Ele está especialmente interessado no desenvolvimento da regulamentação em face das mudanças tecnológicas cada vez mais rápidas. Anteriormente, ele cobriu a região CEE para o Financial Times e revistas FDI.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá