Empresa de energia deve reduzir a emissão de carbono por meio da mineração de Bitcoin

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Para reduzir a queima de gás, a empresa global de energia Equinor fez parceria com a Crusoe Energy.

  • O negócio vai ajudar a Crusoe minerar Bitcoin usando energia gerada a partir do excesso de gás natural.

  • 'Digital flare mitigation' é apenas uma das maneiras que os mineradores de bitcoin estão colocando em uso os recursos que seriam desperdiçados.

  • promo

    Participe da nossa comunidade gratuita no Telegram e obtenha sinais de trade e análises de criptomoedas todos os dias!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Uma das maiores empresas de energia do planeta visa reduzir suas emissões de carbono por meio de parceria com a Crusoe Energy Solutions. A Equinor venderá eletricidade gerada a partir do gás natural residual para Crusoe, que a usará para minerar Bitcoin.

Patrocinados



Patrocinados

As empresas de energia geralmente “queimam” esse excesso de gás natural, liberando milhares de toneladas de carbono na atmosfera a cada ano. Com a mineração de Bitcoin realizada no local, a Equinor pode usar imediatamente o excesso de gás para gerar eletricidade para alimentar as plataformas de mineração e seu resfriamento.

Quem disse que o bitcoin era ruim para o meio ambiente?

As demandas de energia do Bitcoin são rotineiramente usadas para desacreditar as criptomoedas. No entanto, vemos cada vez mais mineradores procurando maneiras de reduzir seu próprio consumo de eletricidade (e, por extensão, custos operacionais) capturando recursos em excesso .

Patrocinados



Patrocinados

O exemplo mais recente de tal parceria é o negócio mencionado acima. Crusoe vai comprar eletricidade que a Equinor gera usando o excesso de gás em seu campo de petróleo em Bakken, Dakota do Norte.

Crusoe então usará a eletricidade para minerar Bitcoin no local. Isso fornecerá um incentivo financeiro para que a Equinor gere energia a partir do gás, em vez de simplesmente queimar.

A Crusoe chama a iniciativa de “mitigação de chamas digitais”. A notícia chega por meio de um lançamento da intranet Equinor citado em um relatório da Arcane Research.

A empresa espera que a parceria reduza significativamente a queima de rotina no local de Bakken. O objetivo é, eventualmente, satisfazer a iniciativa ‘Zero Routine Flaring até 2030’ do Banco Mundial. O comunicado afirma que o local atualmente emite cerca de 20.000 toneladas de carbono de escopo 1 na atmosfera a cada ano.

A Crusoe oferece uma solução simples para o problema de queima durante a perfuração de petróleo e gás, sem que as empresas de energia precisem investir pesadamente em nova infraestrutura.

A própria Equinor não é responsável pela mineração de Bitcoin. Ela simplesmente vende a energia para Crusoe, que lida com toda a exposição aos ativos cripto que extrai.

Chamando a parceria de “natural”, Lionel Ribeiro, gerente de projeto da Equinor, comentou sobre a iniciativa,

A mineração de criptomoedas requer muita eletricidade para alimentar computadores, enquanto uma mercadoria valiosa é desperdiçada e as emissões de carbono são criadas quando queimamos. Ao conectar esses pares inversos, podemos satisfazer ambas as necessidades sem lançar para despesas de mercado.

Acesse o grupo de sinais gratuito do BIC e concorra

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

Um ex-jogador profissional, Rick encontrou o Bitcoin pela primeira vez em 2013, enquanto pesquisava métodos de pagamento alternativos para usar em cassinos online. Tendo concluído que a raiz da maioria dos males do mundo provém de um sistema financeiro tóxico durante seu tempo de leitura de Política Internacional na universidade, o potencial perturbador de um ativo descentralizado e sem fronteiras ficou imediatamente claro. Após a transição para a redação em tempo integral em 2016, Rick foi capaz de colocar sua paixão pelo Bitcoin a seu serviço profissionalmente. Desde então, ele escreveu para várias publicações de ativos digitais em uma variedade de funções.

SEGUIR O AUTOR

Previsões de cripto com o Melhor Canal de Sinais com +70% de acertos!

Entre Agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora