Empresa de mineração devolve R$ 529 milhões de bitcoins roubados em ataque hacker

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • A empresa de mineração em nuvem NiceHash acaba de concluir o ressarcimento de cerca de R$ 529 milhões aos usuários.

  • Em 2017, hackers roubaram 4640 bitcoins das carteiras internas da plataforma.

  • O CEO da empresa afirma que abriu mão dos próprios lucros para conseguir fundos e concluir a revolução.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A empresa de mineração em nuvem NiceHash acaba de concluir o ressarcimento de cerca de R$ 529 milhões aos usuários que tiveram seus bitcoins roubados em ataque hacker de 2017.



A NiceHash é uma empresa da Eslovênia que vende poder de hash para que pessoas façam mineração remota de criptomoedas. A empresa conta com servidores espalhados pelo mundo inteiro, inclusive no Brasil.

Na plataforma, tudo funciona através do bitcoin, desde a contratação dos planos até as recompensas por bloco minerado. O BTC em trânsito na NiceHash foi o que levou hackers a executar um ataque de grandes proporções na plataforma no final de 2017. 



Na ocasião, os criminosos conseguiram roubar 4,640 bitcoins, causando um prejuízo de cerca de US$ 55 milhões aos mineradores. Hoje, a quantia de bitcoin equivale a US$ 104,629,328. Ou seja, cerca de 529 milhões de reais.

Bitcoins devolvidos

Todo o processo de ressarcimento dos clientes levou três anos para ser concluído. Nesta quarta-feira (16), o CEO da NiceHash, Martin Skorjanc, publicou uma carta dando a boa notícia para a comunidade: 

“Em 16 de dezembro de 2020, pudemos reembolsar totalmente todos os usuários afetados pela violação de segurança em dezembro de 2017. Na época, nossa empresa foi vítima do maior roubo da história da Eslovênia.”

O programa de reembolso da NiceHash teve início em 2 de fevereiro de 2018, e 82% do saldo antigo já havia sido reembolsado a todos os usuários impactados que aderiram o programa.

Skorjanc afirmou ainda que a empresa abriu mão de seus próprios lucros para conseguir fundos e, finalmente, devolver os bitcoins aos clientes.

“Transferimos todas as quantias de que não precisávamos para sobreviver às contas de nossos usuários. Nos últimos três anos, temos renunciado regularmente aos lucros. Mas não nos arrependemos. Agora, não devemos mais nada a ninguém.”

Relembre o caso

A NiceHash, um dos maiores mercados de mineração de Bitcoin do mundo, revelou que havia sofrido um ataque hacker no dia 6 de dezembro de 2017. 

Na época, a empresa suspendeu temporariamente todas as suas operações para investigar o ocorrido. Até hoje, no entanto, ainda não foram identificados os responsáveis por  orquestrar o ataque.

Naquele dia, os hackers roubaram 4640 BTC das carteiras internas de diversos usuários da plataforma.

Ataque 51% na NiceHash

Conforme noticiado pelo BeInCrypto anteriormente, o ataque de 2017 não foi o único que a NiceHash se envolveu nos últimos anos.

Desta vez, no entanto, os criminosos não tinham como alvo direto a NiceHash. Porém, utilizaram a plataforma para executar um ataque 51% à rede Ethereum Classic.

Em julho deste ano, hackers gastaram cerca de US$ 190.000 em bitcoin para alugar poder de hash da NiceHash. Com a energia alugada, eles conseguiram roubar cerca de  807.260 ETC, o que equivale a 25 milhões de reais.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Saori Honorato é jornalista e para o BeInCrypto escreve sobre os principais acontecimentos do universo das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá