Enquanto hashrate na China diminui, EUA e Irã ganham espaço na mineração de bitcoin

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • O hashrate de bitcoin caiu 10% nos últimos sete dias

  • Isso acontece porque os mineradores da China estão mudando de cidades

  • China abre espaço e outros países aumentam sua presença nna mineração de bitcoin

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O hashrate de bitcoin teve uma queda nos últimos dias porque os mineradores da China, que dominam o mercado, estão mudando de cidades em busca de energia mais barata.



O hashrate de bitcoin caiu cerca de 10% nos últimos sete dias, de acordo com dados do The Block. O hashrate representa a velocidade que um minerador de criptomoeda leva para processar um código da blockchain.



Fonte: blockchain.com

Apesar da China ainda ser responsável por mais da metade da mineração mundial de bitcoin, a sua dominância no mercado diminui no último ano.

 

O gráfico divulgado pela empresa de dados Arcane Research, demonstra que enquanto o volume total de hashrate da China diminuiu nos últimos meses, a de outros países segue um movimento inverso e registra aumentos.

Participação global no hashrate de bitcoin. Fonte: Arcane Research

EUA, Irã e Cazaquistão aumentam sua participação no hashrate mundial

De acordo com os dados do mapa de mineração de bitcoin da Universidade de Cambridge, países como Estados Unidos, Irã e Cazaquistão estão crescendo sua participação na mineração mundial.

O EUA registrou um aumento de 3,1% da sua participação. Conforme os dados de setembro de 2019 a abril de 2020. Da mesma forma, o Irã cresceu 2,1%.

O grande destaque da análise, no entanto, é o Cazaquistão. O país foi o que mais cresceu entre os principais principais países no hashrate de bitcoin, com um aumento de 4,8%.

Além disso, a Rússia e a Malásia também aumentaram suas presenças no volume, e cresceram 1% cada.

Por outro lado, a China registrou uma queda de 10,5% do total de hashrate de bitcoin neste período. Apesar de manter a sua dominância mundial, outros países encontram um espaço para também crescer nesse mercado.

Fonte: Universidade de Cambridge – Bitcoin Mining Map

Mudanças de estação na China motivou a queda de hashrate

A queda de 10% do hashrate do bitcoin nessa semana aconteceu porque os mineradores chineses estão mudando de cidades em busca de preços mais baratos de energia.

Já é comum na época de chuvas, que começou em junho na China, os mineradores migrem para a cidade Sichuan, onde a eletricidade fica mais barata.

Agora em outubro que a estação chuvosa já passou, os mineradores retornam às suas cidades de origem. Dessa forma, aconteceu uma diminuição temporária do hashrate de bitcoin, como é visto nessa semana.

Share Article

Saori Honorato é jornalista e para o BeInCrypto escreve sobre os principais acontecimentos do universo das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá