Estudante usa Bitcoin Para Comprar Dinheiro Falso e Promotor Pede Dez Anos de Prisão

Compartilhar Artigo

Caso foi parar na justiça após as notas falsas serem compradas através da Darknet.



Um estudante quase foi preso depois de comprar dinheiro falso usando o Bitcoin. O jovem de 18 anos comprou notas falsas de euros através da darknet. O investidor foi localizado e o dinheiro apreendido posteriormente a uma investigação sobre o caso. O aluno quase foi preso por dez anos após cometer o crime na França.

A compra de notas falsas pelo estudante francês aconteceu através de páginas da darknet. O crime foi confessado pelo acusado através do tribunal de justiça. O jovem aluno de Amiens confessou que utilizou o Bitcoin para comprar as cédulas falsas após ser ouvido pela justiça.



Jovem confessou que usou Bitcoin para comprar dinheiro

A confissão do jovem aconteceu depois de o caso ser investigado pela justiça francesa. Inicialmente, o estudante alegou que as notas falsificadas não foram compradas pela darknet.

O aluno tentou afirmar que as cédulas foram compradas na Holanda. Porém, após uma investigação sobre o caso a justiça descobriu que o dinheiro foi comprado pela internet e o acusado assumiu a origem das notas.

No total, o estudante de ciências da computação teria comprado dez notas de 50 euros. Além disso, foram encontradas algumas notas de 20 euros que também eram falsas. Foram utilizados € 225 em Bitcoin para a compra do dinheiro falsificado, ou ainda, cerca de R$ 1 mil.

As cédulas foram encontradas na residência do universitário após uma operação policial. De acordo com a investigação, uma busca pelas notas falsas aconteceu em Erquinvillers. O pequeno vilarejo fica no norte da França, entre Saint-Just-en-Chaussée e a cidade de Clermont.

Estudante escapou de condenação de dez anos de prisão

 

O dinheiro apreendido foi encomendado através da darknet. O ambiente é conhecido por ser utilizado para o comércio de coisas ilegais, como notas falsificadas, por exemplo. Por pouco o universitário não foi preso depois da compra do dinheiro.

O promotor responsável pelo caso declarou que a pena do estudante deveria ser de até dez anos. Esse seria o tempo esperado para o crime envolvendo a falsificação de dinheiro na França. O jurídico citou ainda que o crime do jovem poderia ser tipificado como “atentado contra a soberania”.

Logo após em que pena de dez anos foi rejeitada pelo juiz, o advogado do acusado pediu também para que nenhuma multa fosse aplicada. O promotor contestou o pedido e o juiz decidiu que uma multa de € 800 será paga pelo aluno.

Como defesa, o jovem alegou que as cédulas foram compradas por “curiosidade”. Dessa forma, o francês tentou se esquivar da pena de prisão fixada em dez anos para este tipo de crime.

Além disso, o investidor alega que nunca utilizou as notas de euro falsificadas e que foram compradas por ele na internet. Por outro lado, não foram encontradas seis das dez notas de 50 euros durante a operação policial. O suspeito alegou que jogou o dinheiro fora por apresentar baixa qualidade. As demais notas falsificadas foram apreendidas pelas autoridades francesas.

Você acredita que a justiça brasileira teria a mesma postura? Deixe nos comentários abaixo a sua opinião! Aproveita e compartilha conosco no Twitter!

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Com formação em ciências e redação, Alice começou a escrever profissionalmente há 7 anos. Desde então, ela tem aprendido, investido e escrito sobre criptomoedas e tecnologia blockchain para algumas das maiores publicações do setor. Atualmente, compõe a equipe de jornalistas Brasil da BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá