A Ethereum 2.0 pode, afinal, chegar mesmo ainda em 2020. Nova rede promete resolver os problemas de escalabilidade e fazer preço do ETH voltar a subir.

A novidade vem sendo alvo de especulação há meses por conta da complexidade do projeto. Entre os desafios estariam o armazenamento em cadeia, tamanho do bloco e taxa da transação, além do tamanho do estado e desempenho da rede.

Por conta de problemas nessas áreas alguns desenvolvedores deram a entender no passado que a Ethereum 2.0 ainda levaria anos para sair do papel. Desde então, o cofundador da Ethereum, Vitalik Buterin, pressiona para adiantar o lançamento.

Recentemente, no entanto, diversos desenvolvedores disseram que o lançamento deveria ser adiado pelo menos para 2021. Buterin chegou a contradizer a afirmação publicamente, mas não o suficiente para tirar a dúvida entre investidores.

Participe da nossa Comunidade de Trading no Telegram para acessar sinais exclusivos de negociação, conteúdo educacional, discussões e análises de projetos!

Lançamento em novembro

Na última segunda-feira (20), um dos desenvolvedores pioneiros da Ethereum 2.0 voltou a alimentar expectativas para um lançamento próximo. Em entrevista, Afri Schoedon aponta otimismo para um lançamento já em novembro de 2020.

Para ele, tudo leva a crer que a fase zero da nova rede seja liberada dentro de quatro meses. No entanto, é preciso que o plano desenrolado no momento não seja interrompido por nenhum contratempo.

A beacon chain do Ethereum 2.0 será lançada em novembro, a menos que encontremos erros graves nos clientes ou no protocolo. Estou entre Vitalk e Justin [Sun, fundador da TRON] com minha estimativa aqui, não acho que precisamos necessariamente adiar o Ethereum 2.0 para 2021, a menos que encontremos problemas críticos. Estamos bem encaminhados para um lançamento no final de 2020.

O que esperar da Ethereum 2.0

A principal mudança na nova rede será a adoção e consenso por staking. Ao contrário do processo de mineração atual, as validações e recompensas envolverão máquinas com carteiras contendo certa quantidade de ETH.

Embora seja alvo de críticas, a expectativa é que o sistema provoque escassez e ajude a aumentar o preço da moeda. Alguns acreditam que esse é o passo que falta para a criptomoeda ter um novo bull run.