Ethereum passa de US$ 1.500 após Grayscale comprar US$ 37,8 milhões em ETH

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Ethereum ultrapassou a marca de US$ 1.500 e fez nova máxima na manhã desta quarta-feira (3).

  • Subida ocorreu logo após a Grayscale voltar às compras com a reativação de fundo de ETH.

  • Mineradores também voltam a lucrar mais com ETH do que com Bitcoin.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Grayscale voltou às compras após reativar fundo de ETH e pode ter causado rali que levou criptomoedas à nova máxima de todos os tempos.



A Ethereum (ETH) atingiu uma nova máxima acima de US$ 1.500 na madrugada desta quarta-feira (3). A alta veio após a Grayscale efetuar uma compra de ETH equivalente a US$ 37,8 milhões nas últimas 24 horas.

O movimento vem na esteira da reativação do fundo de ETH da Grayscale. Na última terça-feira (2), o Ethereum Trust (ETHE) voltou a ter ações liberadas para negociação no mercado.



O modelo é o mesmo do Bitcoin Trust da Grayscale: ao comprar os papeis, investidores têm exposição ao ativo sem precisar se preocupar com armazenamento, segurança ou questões regulatórias.

Com a reativação do fundo, portanto, a Grayscale foi às compras e pode ter sido a principal catalisadora da nova alta da ETH. Segundo a exchange de derivativos de criptomoedas Bybt, a Grayscale agora conta com US$ 4,52 bilhões no fundo de Ethereum.

O crescimento do fundo de Ethereum foi, desse modo, o maior entre os Trusts da Grayscale em 24 horas. No total, a gestora adicionou exatos 24.796 ETH em um dia. No mesmo período, por exemplo, a Grayscale comprou outros 254 bitcoins para o Bitcoin Trust.

Traders projetam que subida deve continuar

Traders de criptomoedas estão otimistas e esperam uma valorização ainda maior do Ethereum no curto prazo. Segundo a Bybt, mesmo com a nova máxima, as posições compradas em ETH não diminuem significativamente. Nas últimas horas, a proporção de comprados (longs) em relação a vendidos (shorts) se manteve acima de 70%.

Levando em contra os traders de derivativos, dessa maneira, a expectativa é que a moeda não repita o comportamento de janeiro, quando ultrapassou a marca de US$ 1.400. Naquela altura, o ativo recuou forte e chegou próximo de perder o suporte logo acima de US$ 1.000.

Ethereum já gera mais rendimento a mineradores que Bitcoin

Um dos sinais animadores do ETH é o lucro de mineradores. As taxas pagas pela rede Ethereum já haviam superado a do Bitcoin pela primeira vez. Segundo analistas, dessa forma, o movimento chamado de “grande virada” segue forte.

Nas últimas 24 horas, mineradores de Bitcoin faturaram US$ 41,5 milhões de 1.012 BTC minerados e 137 BTC em taxas. Por outro lado, os mineradores de Ethereum conseguiram US$ 41,6 milhões provenientes de 13.456 ETH minerados e 13.090 ETH de taxas.

Apesar da implementação do ETH 2.0, portanto, os mineradores da moeda seguem tendo incentivo para continuar validando blocos da ETH 1.0. Na nova versão, vale ressaltar, o mecanismo de consenso Prova de Trabalho (Proof of Work) dá lugar à Prova de Participação (Proof of Stake).

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá