“Eu errei”: Fausto Botelho explica arrependimento de ter vendido bitcoins comprados por US$ 11 mil

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • O experiente analista técnico Fausto Botelho se arrependeu de vender seus bitcoins.

  • Especialista conta que não mudou de ideia sobre motivação, mas pode ter errado no timing.

  • Trader explica quando pretende voltar a comprar.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Analista vendeu seus bitcoins com receio de crash da bolsa e se arrependeu após valorização recente.



O analista técnico e trader brasileiro Fausto Botelho, um dos amis reconhecidos do Brasil, se arrependeu de ter vendido seus bitcoins. Com quase 40 anos de experiência no mercado financeiro, Botelho é um dos apoiadores da tese de longo prazo do Bitcoin, mas se desfez dos ativos dias atrás esperando um movimento de baixa.

“Eu errei. Errei, no mínimo, no timing”, conta o analista, que admite cautela após o Bitcoin subir pouco depois da venda por preço na casa dos US$ 47.000. Na última quinta-feira (11), em novo rali, a criptomoeda ficou próxima de atingir a máxima histórica na faixa dos US$ 58.600.



Quando você faz um erro, você tem que tirar o time de campo. Você não pode fazer um erro e depois outro erro. Porque senão você fica mais “p da vida” do que estava antes e está sujeito a fazer o terceiro erro.

Venda de Bitcoin pode ter sido antes do tempo, admite analista

Analista Fausto Botelho se arrepende de ter vendido seus bitcoins

No começo da semana, Botelho explicou em vídeo no YouTube por que havia vendido todos os seus bitcoins. Na sua avaliação, o momento da economia americana preocupa por conta da alta de juros em meio a máximos nas bolsas. O cenário, dessa forma, poderia desembocar em uma forte crise que faria os mercados derreterem como em março de 2020, afetando, portanto, também o Bitcoin.

O trader se desfez de todo seu patrimônio em Bitcoin sob o receio de que o preço caminhasse para o desfiladeiro dadas as condições externas. No entanto, o preço se recuperou fortemente nos dias que vieram a seguir. Botelho ainda não descarta sua projeção negativa para as bolsas, mas reconhece que pode ter tomado uma decisão antes da hora.

Meu erro foi pensar de uma maneira macro. O S&P [500, principal índice acionário dos EUA e do mundo] está no nível mais alto e a taxa de juros está subindo muito forte, e eu acho que isso não vai perdurar por muito tempo. Mas pode perdurar por um tempo em que o Bitcoin pode subir, como aconteceu.

Botelho não informa o valor exato em que comprou seus bitcoins originalmente, mas admite que foi um pouco abaixo dos US$ 11.111 de Michael Saylor, executivo que mais tarde passou a capitnear um movimento de empresas listadas em bolsa para comprar Bitcoin.

Tomando como base os US$ 11.000 de compra e a faixa dos US$ 47.000 de venda, portanto, o analista brasileiro obteve lucro de mais de 3.200% no negócio, mesmo tendo liquidado antes da hora.

Já é momento de comprar?

O especialista explica que embora tenha se arrependido, ainda está analisando com cautela o novo momento de entrada. O Bitcoin se recuperou nos últimos dias, mas ainda não superou a máxima.

“Neste momento o Bitcoin está testando o topo histórico”, disse Botelho em vídeo gravado por volta das 21h da última quinta-feira (11). O analista nota que o Bitcoin rompeu somente a máxima do dia anterior, mas ainda não superou o topo histórico e seguiu em frente assim como na superação dos US$ 20.000 em dezembro.

No entanto, ainda que isso aconteça, ele diz aguardar o que virá pela frente tanto por conta do cenário econômico global quanto pelo comportamento visto nos gráficos.

Ele pode engatar a primeira, segunda e terceira [marchas] e sair cantando pneu. Ou pode romper e voltar, fazendo o que a gente chama de pullback, e daí fazer um pivô de alta – aí é uma ótima hora para comprar. Mas também pode romper, voltar no pullback e ficar se acumulando em cima da antiga resistência.

Botelho, então, diz esperar para ver o comportamento da criptomoeda a partir daqui, mas já aceitou uma coisa: poderá ter que comprar uma quantidade de satoshis menor do que tinha quando vendeu seus bitcoins.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá