Europol prende quadrilha que faturou US$ 100 milhões em criptomoedas hackeando celebridades

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • A Europol investigou por um ano uma rede criminosa que roubava criptomoedas de celebridades nos EUA.

  • Na fraude “SIM Swapping”, um hacker sequestra o número de telefone da vítima para acessar seus dados.

  • Ao todo, foram 10 pessoas presas acusadas de faturar US$ 100 milhões em criptomoedas.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Uma grande operação da Europol levou à prisão de 10 pessoas acusadas de integrar uma quadrilha que hackeava e roubava criptomoedas de celebridades.



De acordo com as informações divulgadas pela Europol nesta quarta-feira (10), a rede criminosa faturou mais de US$ 100 milhões em criptomoedas ao hackear os celulares de suas vítimas.

Sem divulgar nomes, a Europol afirmou que o alvo preferido dos criminosos foram celebridades norte-americanas, como influenciadores digitais, estrelas do esporte e músicos.



Segundo as autoridades, os criminosos fizeram milhares de vítimas nos ataques que aconteceram durante todo o ano de 2020.

Fraude do “SIM Swapping”

A Europol investigou as atividades da rede criminosa por um ano e descobriu que os hackers roubaram criptomoedas como o bitcoin, através do sequestro de números de telefone.

A fraude chamada de “SIM Swapping”, é quando um golpista desativa o chip do aparelho celular da vítima e transfere o número para outro chip de sua posse.

Ou seja, o invasor passa a ter controle total sobre o número do telefone. Dessa maneira, é possível alterar senhas e acessar contas bancárias, carteiras de criptomoedas e qualquer outro aplicativo da vítima. Conforme explica a investigação:

“Os criminosos geralmente exploram provedores de serviços de telefonia para fazer a troca do chip em seu nome, seja por meio de um funcionário corrupto ou usando técnicas de engenharia social.”

Justamente por conseguir acessar qualquer informação privada presente no celular, os hackers miram pessoas influentes para ameaçá-las e extorqui-las. 

Uma das figuras mais notáveis que já sofreu com um golpe de “SIM Swapping” no passado foi Jack Dorsey, o criador do Twitter.

Operação prende 10 suspeitos

Nesta quinta-feira (9), uma operação internacional da Europol prendeu oito criminosos suspeitos de integrar a quadrilha hacker. Anteriormente, a polícia já havia prendido dois suspeitos em Malta e Bélgica.

Dessa forma, já são dez pessoas detidas que responderão por crimes que envolvem o acesso ilegal de telefones e roubos que chagam a ultrapassar os US$ 100 milhões em criptomoedas.

A investigação coordenada pela Europol envolveu autoridades policiais do Reino Unido, Estados Unidos, Bélgica, Malta e Canadá.

Em um relatório sobre as principais ameaças na Internet, a Europol elenca a fraude de “SIM Swapping” como uma tendência que está ganhando força.

A agência europeia listou uma série de recomendações para que a população se proteja deste tipo de ofensiva. Entre eles está manter o sistema operacional do celular sempre atualizado, não interagir com e-mails suspeitos e nem divulgar informações pessoais.

Além disso, a entidade aconselha que os usuários priorizem a autenticação de dois fatores ao invés da autenticação por SMS.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Saori Honorato é jornalista e para o BeInCrypto escreve sobre os principais acontecimentos do universo das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá