Ex-executivo da Ripple faturou meio bilhão de dólares em XRP antes do preço despencar

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Jed McCaleb é um co-fundador e ex-CTO da Ripple Labs, dona da XRP.

  • McCaleb saiu da empresa em 2013 e, desde 2014, vende bilhões de XRP que possui.

  • O ex-executivo se livrou de 1,2 bilhão de XRP apenas em 2020.

  • promo

    Participe da nossa comunidade gratuita no Telegram e obtenha sinais de trade e análises de criptomoedas todos os dias!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Co-fundador da Ripple que saiu da empresa em 2013 vendeu 1,2 bilhão de XRP em 2020 e escapou da queda brusca para menos de US$ 0,20.

Patrocinados



Patrocinados

O preço da XRP vem caindo de maneira brusca nos últimos dias após a Ripple virar alvo da SEC, órgão americano equivalente à CVM. O ativo despencou de US$ 0,60 em 17 de dezembro para US$ 0,19 na última terça-feira (29). Um ex-executivo da empresa, entretanto, não sentiu a queda.

Jed McCaleb é um co-fundador e ex-CTO da Ripple que saiu da empresa em 2013. Após negociação com a empresa, ele concordou em limitar a quantidade de XRP que poderia despejar no mercado.

Patrocinados



Patrocinados

9 bilhões de XRP

Na época, ele alegou possuir 9 bilhões de XRP, mas apenas uma parcela poderia ser vendida. Essa parte está alocada em endereços pessoais que, periodicamente, são rastreados em transações de venda no mercado.

No começo de 2020, um relatório do Whale Alert apontou que McCaleb teria vendido 1,05 bilhão de XRP. As vendas, no entanto, não pararam por aí. Em atualização na última terça-feira (29), o relatório aponta que o antigo CTO se livrou de mais 1,2 bilhão de XRP apenas em 2020. O montante, dessa forma, já totaliza em US$ 546 milhões, ou R$ 2,8 bilhões.

A liquidação completa dos ativos até o momento, ou grande parte dela, teria ocorrido antes da queda brusca de preço da criptomoeda da Ripple.

Ex-CTO da Ripple é um dos mais ricos do mundo das criptomoedas

Ainda segundo o Whale Alert, os ativos detidos por McCaleb fazem dele não só a maior baleia de XRP do mundo. A estimativa é que o antigo CTO da Ripple seja também um dos mais ricos do mundo considerando todo o universo cripto.

Além dos mais de meio bilhão de dólares já liquidados, ele ainda teria 3,274 bilhões de XRP restantes. A projeção, considerando um preço de US$ 0,20 por moeda, é que ele tenha uma fortuna de US$ 1,2 bilhão de dólares, ou R$ 6,2 bilhões.

Quem é Jed McCaleb

Um dos fundadores da Ripple Labs junto com Chris Larsen, Jed McCaleb é banqueiro e programador. Antes da Ripple, McCaleb havia participado da criação da Mt.Gox, exchange sediada no Japão alvo do maior ataque hacker da história contra uma corretora de criptomoedas. Após sair da Ripple, McCaleb fundou a Stellar.

Para além do acordo selado com a Ripple, McCaleb não costuma falar sobre a antiga empresa publicamente. Em 2019, no entanto, ele chegou a dar uma resposta desaforada para o atual CTO, David Schwartz.

Schwartz comentou sobre uma crítica ao preço da XRP dizendo que a Ripple não poderia forçar a valorização da moeda. McCaleb, no entanto, disse que a empresa poderia fazer isso se abdicasse de metade da quantidade que possui.

Schwartz: Que pena que a XRP é descentralizada, ou alguém poderia simplesmente queimar a metade da oferta e subir o preço para US$ 0,29.

McCaleb: Que m* que você está dizendo. A Ripple Labs pode queimar a metade da oferta de XRP.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Sou editor-chefe do BeInCrypto Brazil desde abril de 2021.

SEGUIR O AUTOR

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora