Exchanges de criptomoedas veem mais movimento nos fins de semana após 3 meses de Pix

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Levantamento aponta crescimento nos volumes de dias não úteis em exchanges que atuam no Brasil.

  • Movimento em relação aos dias úteis chegou a avançar 125%.

  • Aumento se deu nos primeiros três meses do Pix.

  • promo

    Participe da nossa comunidade gratuita no Telegram e obtenha sinais de trade e análises de criptomoedas todos os dias!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Levantamento sugere que chegada do Pix pode ter estimulado brasileiro a movimentar mais a conta nas exchanges em dias não úteis.

Patrocinados



Patrocinados

Exchanges de criptomoedas já parecem perceber maior movimento nos finais de semana após a chegada do Pix. Um novo levantamento realizado pelo portal Cointrader Monitor mostra que, três meses após o lançamento do sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central, o volume em dias não úteis encurtou a diferença para o de dias úteis.

O Pix já era visto como uma possível vantagem para o setor de criptomoedas. No caso das exchanges que operam no Brasil, a solução é um meio para viabilizar depósitos e saques em menos tempo, e também em feriados e finais de semana. Além de não fechar, o mercado cripto costuma apresentar mais volatilidade aos sábados e domingos.

Patrocinados



Patrocinados

Segundo um relatório do Cointrader Monitor, pelo menos 18 exchanges de criptomoedas viram a movimentação em dias não úteis aumentarem a participação no volume semanal após a chegada do Pix.

Todas as exchanges aumentaram o movimento nos fins de semana após a chegada do Pix

O cálculo envolve uma métrica chamada de Fração Dia não Útil (FDNU), que representa a participação do volume nos dias não úteis em relação ao movimento total na exchange em determinado período.

Quanto maior o percentual, menor a diferença entre dias úteis e não úteis – e, portanto, um indicativo de que clientes estariam usando mais o Pix para movimentar a conta.

Movimento em exchanges nos finais de semana cresceu até 125%

Segundo o relatório, antes do Pix exchanges operavam R$ 65,4 bilhões na média do mês e R$ 22,8 bilhões aos feriados e fins de semana, em redução de 65% do volume negociado. Já após o Pix, o impacto do dia não útil reduziu e passou a ser apenas 41% menor do que em dias regulares.

O maior ganho ocorreu com a mesa OTC da PagCripto, cujo movimento nos dias não úteis subiu 125,28% nos três primeiros meses do Pix em comparação com o trimestre anterior. A participação dos dias não úteis pulou de 3,68% para 8,3% em relação ao volume total.

Ao BeInCrypto, o CEO da PagCripto, Carlos Lain, conta que o crescimento se deve também ao lançamento de uma plataforma de OTC automatizada integrada ao Pix.

Permitimos que mesmo usuários de varejo operem com a liquidez que for necessária para sua demanda. Até então só tivemos feedbacks positivos, principalmente pelo fato dos clientes poderem aproveitar grandes movimentos do mercado que acontecem fora do horário bancário.

Por outro lado, a NovaDAX aparece como a campeã de funcionamento em feriados e finais de semana entre as exchanges de criptomoedas consideradas no levantamento. O volume nos dias não úteis respondeu por 23,49% do movimento total na corretora após o Pix, contra 18,83% nos três meses anteriores.

A CEO da NovaDAX, Beibei Liu, confirmou ao BeInCrypto a influência do Pix na melhoria dos volumes aos finais de semana.

Houve, de fato, um aumento substancial no movimento durante os finais de semana desde a chegado do Pix. Atribuímos este aumento no movimento a dois fatores que são: Pix e também a uma dinâmica de aquecimento do mercado. Desde o início da implementação a adesão ao PIX foi ótima.

Segundo a executiva, o Pix é atualmente o principal meio utilizado por clientes para efetuar depósitos.

Tabela de movimentação nos finais de semana antes e depois do Pix

PosiçãoExchangeProporção nos fins de semana antes do PixProporção nos fins de semana depois do PixCrescimento na proporção de fins de semana
1PagCripto OTC3,68%8,3%+125,28%,
2BrasilBitcoin10,48%18,97%.+81,06%
3PagCripto6,9%12,32%+78,66%
4Mercado Bitcoin12,41%21,09%+69,86%
5Foxbit11,30%18,73%+65,81%
6BitCambio11,71%17,39%+48,5%
7Biscoint12,61%17,80%.+41,18%
8BitcoinTrade14,45%20,31%+40,56%
9Coinext14,86%20,83%+40,2%,
10Braziliex12,04%16,75%+39,05%
11BitPreço15,3%20,08%+31,23%
12BitcoinToYou16,54%21,07%+27,45%
13NovaDAX18,83%23,49%+24,76%
14Makes Exchange3,85%4,74%+23,05%
15FTX18,8%22,8%+21,25%
16Binance19,85%21,16%+6,61%
17UpCâmbio14,82%15,28%+3,12%
18BitRecife14,67%15,13%+3,12%

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Sou editor-chefe do BeInCrypto Brazil desde abril de 2021.

SEGUIR O AUTOR

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora