Exchanges suspendem saques de ETH e tokens ERC20 após falha na Ethereum

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Parte de rede Ethereum está fora do ar

  • Exchanges suspendem saques e depósitos de ETH e tokens ERC20

  • Problema estaria em provedor de infraestrutura

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Uma falha repentina na rede Ethereum pegou a comunidade de criptomoedas de surpresa na manhã desta quarta-feira (11). Saques e depósitos de ETH e tokens ERC20 chegaram a ser suspensos por algumas exchanges.



O problema está na Infura, uma provedora de infraestrutura para a rede Ethereum. A empresa emitiu um alerta dizendo que o serviço não estava operativo, mas que estava trabalhando para restaurar seu funcionamento.

Provedor de infraestrutura da Ethereum anunciou falha na manhã de quarta-feira (11)

Como consequência, exploradores de blocos como Etherscan e Blockchair, por exemplo começaram a identificar uma aparente divisão na rede Ethereum.



Em meio à investigação, algumas exchanges logo suspenderam saques e depósitos de ETH e tokens ERC20, criados com contratos inteligentes na rede Ethereum. Foi o caso da Crypto.com e da Binance, que retomou os saques cerca de uma hora depois.

Havia uma possível divisão de cadeia ETH no bloco 11234873. Etherscan e Blockchair estão mostrando duas cadeias e dados diferentes após este bloco. Estamos resolvendo agora, mas fechamos temporariamente as retiradas. Os fundos são a salvo.

Mais tarde, a Infura alegou ter adicionado maior capacidade aos componentes danificados enquanto seguia buscando a causa da paralisação. Às 6h47 da manhã de Brasília, a empresa anunciou ter descoberto a origem do problema. Uma solução estaria em andamento.

Provedor de infraestrutura para rede Ethereum promete correção em breve

A mudança no código ocorre em meio ao pré-lançamento da Ethereum 2.0. Após atrair uma quantidade de depósitos abaixo do esperado, sua liberação em fase final volta a ser considerada como incerta.

Causa teria sido mudança de código por desenvolvedores da Ethereum

A Ethereum ainda não se pronunciou sobre o problema. No entanto, alguns membros da comunidade especulam qual teria sido a causa. Nikita Zhavoronkov, desenvolvedor líder da Blockchair, explica que a falha teria sido provocada por um código adicionado sem aviso pelos desenvolvedores da Ethereum.

Ok, então o que aconteceu hoje na #Ethereum:

1. Em algum ponto, os desenvolvedores do Ethereum introduziram uma mudança no código que levou a uma divisão da blockchain a partir do bloco 11234873

2. Aqueles que não atualizaram (@Blockchair, @infura_io, alguns mineradores e muitos outros) ficaram presos em uma rede minoritária (~ 30 blocos em 2 horas)

3. Tecnicamente, foi um hard fork não anunciado. Algo semelhante aconteceu com o Bitcoin 7 anos atrás, quando houve uma atualização do banco de dados

4. Correção: atualize geth e execute debug.setHead (11234872)

Péter Szilágyi, um dos líderes de desenvolvimento da Ethereum, admitiu a mudança de código. Segundo ele, a atitude teria sido tomada para corrigir um bug até então desconhecido, mas que já existia há dois anos.

Tecnicamente, você está correto ao dizer que era um “hard fork não anunciado” (de uma blockchain ruim para a boa). Dito isso, corrigir silenciosamente um bug inativo por mais de 2 anos tem uma chance muito menor de causar uma interrupção do que aumentar a conscientização sobre isso. Nós nos esforçamos para minimizar os danos potenciais.

 

Apesar do incidente, o preço do ETH não parece ter sofrido grandes flutuações. Segundo dados do Coingecko, a criptomoeda chegou a perder 1,2% horas após o alerta da Infura, indo de US$ 462 a US$ 456. No entanto, às 8h24 de Brasília, a moeda já recupera o preço anterior.

 

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá