Exclusivo: Investidores Organizam Ação Coletiva Contra a 3xBit Para Receber Bitcoin em Atraso

Compartilhar Artigo

Um grupo de investidores organizam uma ação coletiva contra a 3xBit. A corretora de criptomoedas brasileira é acusada de atrasos com saques de Bitcoin que já completam mais de dois meses. A ação coletiva representa mais de R$ 1 milhão em criptomoedas de usuários que organizam o grupo do processo judicial.



A 3xBit é uma exchange brasileira que começou a enfrentar problemas com saques em atraso de Bitcoin faz pouco tempo. Os atrasos surpreenderam grande parte do mercado de criptomoedas, que apostava nos negócios da empresa. Porém, usuários relatam que a exchange não cumpre com os pedidos de saques de Bitcoin.

Ação coletiva é organizada após 3xBit enfrentar problemas com saques

Uma ação coletiva deverá ser apresentada em breve por um grupo de investidores com problemas com saques na exchange. Os usuários da 3xBit foram reunidos em busca de garantir a devolução de criptomoedas que estão retidas na plataforma.



De acordo com o advogado Artêmio Picanço, esta pode ser a primeira ação coletiva movida contra a exchange brasileira. O especialista em criptomoedas é conhecido por atuar com investidores em casos envolvendo atrasos com pagamentos. Em entrevista exclusiva ao BeInCrypto, o advogado goiano afirmou que representará os investidores da 3xBit na ação coletiva que está sendo organizada.

Artêmio Picanço revelou que os usuários da ação coletiva devem representar mais de R$ 1 milhão em Bitcoin na 3xBit. Somente um dos clientes do especialista possui mais de R$ 300 mil retidos na corretora de criptomoedas.

O advogado lembra que este valor deverá aumentar, já que novos integrantes podem ingressar na ação que será proposta em grupo.

“Um dos investidores possui R$ 300 mil. Tem um grupo já de dez usuários que vão ingressar com a ação coletiva.”

Investidor espera para receber 0.7 Bitcoin (BTC) da 3xBit

Um dos investidores que participará da ação coletiva alega ter 0.7 (BTC) retidos na 3xBit. O valor em Bitcoin do usuário na exchange equivale, segundo a cotação atual, a cerca de R$ 26 mil.

Conforme entrevista, o usuário orienta que existem investidores com até 1.4 Bitcoin (BTC) que vão ingressar contra a 3xBit na ação coletiva. Essa quantia equivale a pouco mais de R$ 53 mil.

Por outro lado, existem pessoas com frações menores de Bitcoin “presos” na exchange. Alguns relataram ter apenas 0.4 Bitcoin (BTC), ou ainda, R$ 15 mil. O entrevistado explicou que a maioria dos atrasos de repasses de Bitcoin do grupo já acontecem há mais de sessenta dias.

“Muitas pessoas não estão recebendo, inclusive quem depositou Bitcoin, os atrasos já estão em dois meses.”

Segundo o advogado Artêmio Picanço, um pedido de antecipação de tutela antecipada deverá salvaguardar os Bitcoins dos usuários que não foram depositados pela exchange.

“Nós vamos pedir uma antecipação de tutela de urgência para justamente resguardar o direito dos clientes de receber esse dinheiro no futuro.”

A 3xBit comentou sobre a ação coletiva que está sendo organizada contra a corretora de criptomoedas. De acordo com a empresa, apenas 161 saques encontram-se em atraso. Quanto aos problemas enfrentados pela empresa, a assessoria da exchange responde que tudo começou em setembro de 2019. No comunicado enviado, a plataforma disse ainda que não foi comunicada sobre o processo coletivo.

“A plataforma enfrentou problemas técnicos em setembro, que causaram a redução drástica do fluxo de caixa.”

Você conhece alguém que está com problemas com Bitcoins retidos na 3xBit? Comente sobre a ação coletiva e não se esqueça de compartilhar a matéria no Twitter!

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos mais tarde. Já trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas, sendo que atualmente é um dos colaboradores do BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá