Página Fake do Atlas Quantum Rouba Bitcoin de Clientes

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Mensagem divulgada no Facebook pede depósito em criptomoedas com a promessa de triplicar o valor investido.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Uma página fake do Atlas Quantum está aplicando um golpe em clientes envolvendo o Bitcoin. O criminoso pede depósitos da criptomoeda em troca de uma quantia muito maior. No entanto, tudo não passa de uma fraude que está roubando bitcoin no Facebook.



Se não bastasse os problemas com saques em atraso, clientes do Atlas Quantum precisam de muita atenção para não cair em um golpe. Em algumas publicações da pagina verdadeira do Atlas Quantum é possível encontrar mensagens oferecendo bitcoin.

Com direito a endereço de carteira digital, o esquema é completo e já fez vítimas. Até o nome e a logo do Atlas Quantum é utilizado para enganar usuários da plataforma.



Golpe pede depósito de bitcoin adiantado

Pessoas desavisadas ou com pouca instrução podem cair facilmente em golpes envolvendo o bitcoin. No caso da pagina fake do Atlas Quantum, a diferença está nos detalhes que passam despercebidos por muitos.

É usando a imagem do Atlas Quantum que a pagina no Facebook tenta roubar moedas digitais de investidores. A publicação dizia que estava celebrando ainda as festividades do início do ano e por isso estaria oferecendo bitcoin.

O comentário é feito em uma publicação oficial da plataforma de arbitragem em bitcoin. Desse modo, a mensagem atraiu a atenção do público que é realmente cliente do negócio verdadeiro.

Criptomoeda triplica com fake do Atlas Quantum

O anúncio poderia ser o suficiente para evitar qualquer tipo de golpe. Porém, muitos são atraídos pela promessa de multiplicação rápida de investimentos.

A página falsa do Atlas Quantum no Facebook diz que pode enviar até seis unidades de Bitcoin (BTC). Contudo, antes os clientes devem depositar uma fração menor da criptomoeda.

Para supostamente ganhar 6 (BTC) é necessário enviar duas unidades. Ou seja, seu investimento seria triplicado no esquema fraudulento.

A oferta ainda menciona valores menores, como 0.05 Bitcoin. Neste caso, o lucro também é triplicado e resultaria em 0.15 (BTC). No total, o golpe possuiria 70 bitcoin (BTC) para distribuir em uma promoção de início de ano.

Como se proteger de golpe com moedas digitais

A publicação mostra alguns erros ortográficos que poderiam servir para contestar sua veracidade. Esses erros jamais deveriam existir em publicações oficiais de empresas, mesmo no Facebook.

Além disso, nenhuma empresa pede moedas digitais em troca de um lucro praticamente instantâneo. Nem mesmo o Atlas Quantum com saques em atraso de Bitcoin se comporta de tal maneira. Observar essas dicas devem ajudar a escapar de uma fraude.

A mensagem fornece ainda um endereço de bitcoin onde os clientes deveriam enviar a criptomoeda a ser triplicada. Por mais que o golpe pareça visível, o endereço já recebeu 0.17 Bitcoin (BTC). Ou seja, mais de R$ 6 mil.

Algumas pessoas realmente depositaram suas criptomoedas confiando no lucro oferecido. Por outro lado, pode ser até que acreditaram que a página fosse realmente do Atlas Quantum.

Com saques em atraso, a companhia já teve mais de 15 mil unidades de Bitcoin (BTC) em custódia. Desde setembro de 2019 clientes do negócio começaram a relatar problemas com saques de bitcoin que não foram resolvidos até então.

Conhece alguém que tem bitcoin no Atlas Quantum? Comente sobre a página falsa no Facebook e compartilhe este artigo no Twitter.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos mais tarde. Já trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas, sendo que atualmente é um dos colaboradores do BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá