FBI: Cibercrime Quadruplicou Durante a Pandemia de Coronavírus

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • O FBI afirma que o cibercrime quadruplicou durante a pandemia.

  • A agência não sinalizou especificamente crimes relacionados a criptomoedas.

  • No entanto, tem havido muitos relatos de golpistas que exploram a crise para roubar criptomoedas.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O FBI alega que houve um aumento considerável no cibercrime desde o início da pandemia nos Estados Unidos.



Quando há uma crise, muitas vezes existem atores maliciosos que procuram explorar a situação. Segundo o FBI, o COVID-19 fez com que os crimes cibernéticos aumentassem rapidamente.



Relatórios Sobre Crimes Cibernéticos

Durante um painel de discussão organizado pelo Aspen Institute, a vice-diretora assistente do FBI Tonya Ugoretz disse que o cibercrime explodiu desde o início da pandemia do COVID-19. Ela disse que o número número de relatórios quadruplicou. [ZD Net]

O Centro de reclamações contra crimes na Internet agora recebe entre 3.000 e 4.000 reclamações diariamente. Os métodos de fraude foram múltiplos. Alguns golpistas optam por criar domínios falsos, instituições de caridade para combate ao COVID, equipamentos fraudulentos e, em alguns casos, extorsão total.

O FBI também sugere que alguns desses crimes podem ser motivados por atores estrangeiros beligerantes.

“Certamente vimos atividades de reconhecimento e algumas invasões em … instituições”, disse Ugoretz.

Os que trabalham com pesquisas relacionadas ao COVID frequentemente se vêem vítimas de tais ataques. Com base nessas preocupações, as entidades de saúde foram alertadas para fortalecer suas cadeias de suprimentos.

Quanto Disso é Crime Relacionado a Criptomoeda?

O painel de discussão do FBI não destacou o espaço de criptomoedas como uma das principais áreas de crimes cibernéticos durante a pandemia, mas alguns golpistas tentaram explorar a situação.

Uma mensagem copiada e colada de um golpista ameaçou infectar “sua família inteira com coronavírus.” A mensagem tentou extorquir BTC das famílias. A ameaça absurda provocou zombaria no cripto-Twitter, mas demonstra como os golpistas se tornaram desesperados. Trabalhadores remotos encontraram-se especialmente sob essas ameaças.

Ainda assim, táticas mais antigas de fraude continuam sendo usadas em meio a essa pandemia. Recentemente, foi descoberto que atores mal-intencionados usavam citações falsas da família real britânica para fazer vítimas.

No entanto, apesar da crise, as agências estatais continuam a reprimir os golpes de criptomoeda como antes. No mês passado, o BeInCrypto informou que os reguladores canadenses prenderam duas empresas de criptomoedas por um retorno promissor. Como a Comissão de Valores Mobiliários de Manitoba (MSC) disse, se parece “bom demais para ser verdade” do que provavelmente é.

Durante essa pandemia, os traders e detentores de criptomoedas devem tomar precauções extras para garantir que seus fundos estejam seguros.

Para manter-se informado, tendo a sua disposição conteúdo constante e de qualidade, não deixe de acompanhar nosso site. Aproveite e faça parte da nossa página de criptomoedas no Twitter.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Criado nos EUA, Lucian se formou em História Econômica. Jornalista freelancer, ele é especialista em escrever sobre o espaço de criptomoedas e a 'quarta revolução industrial' digital em que nos encontramos.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá