Febre NFT: Uniswap inicia negociação de colecionáveis digitais

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Exchange descentralizada Uniswap tem primeira negociação NFT, cortesia do NFTs Group.

  • A negociação é a primeira do tipo na plataforma permitindo que usuários negociem abertamente NFTs por USDT.

  • A popularidade dos NFTs continua a crescer e pinta um futuro promissor para o setor da arte digital.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.
O mundo da arte digital ganha outro impulso com a primeira transação NFT no Uniswap (UNI), realizada pelo NFTs Group.

NFTs e Uniswap

Tokens não-fungíveis (NFT) agora estão disponíveis para negociação aberta na exchange descentralizada (DEX) Uniswap (UNI). A notícia chega quando a empresa de desenvolvimento NFTs Group revela que lançou um pool do par USDT-NFT na popular DEX no último sábado (20).



Os usuários da Uniswap agora poderão vender ou comprar NFTs de uma forma totalmente descentralizada por USDT, a principal stablecoin pareada ao dólar. Mais opções de criptomoedas e stablecoins devem surgir em breve.

Tradicionalmente, os proprietários ou negociantes em leilões de NFT precisam usar uma plataforma de NFT, como o Nifty Gateway, para comprar ou vender colecionáveis digitais.



Esses mercados são administrados e gerenciados por organizações centralizadas, que em geral selecionam e podem censurar os tipos de NFT que podem aparecer nos anúncios.

A novidade também significa a estreia do ecossistema Uniswap na febre dos NFTs. A iniciativa vem em um momento em que a exchange descentralizada está percebendo um rápido aumento no uso.

Os NFTs também estão no auge de sua popularidade. Na semana passada, as buscas do Google por “NFT” superaram as buscas por “criptomoeda” e “blockchain” em volume.

Na verdade, as pesquisas cresciam de forma consistente em volume ao longo fevereiro, superando até mesmo os de “DeFi” nas primeiras semanas de mês passado.

O interesse nas pesquisas pode ser reflexo de um movimento mais amplo, à medida que todos os tipos de empresas e figuras públicas entram no mundo das criptomoedas.

Há poucas semanas, a casa de leilões mundialmente famosa Christie’s leiloou uma coleção de 5.000 NFTs com curadoria de mais de 13 anos por mais US$ 69 milhões. O número bateu recorde de maior valor pago de artes digitais em formato NFT.

Outras casas de leilão do mundo das artes tradicionais agora seguem os passos da Christie’s. Uma delas é a Sotheby’s, que revelou planos de liderar a venda de NFTs com obras do artista digital anônimo Pak.

O CEO da Sotheby’s, Charles Stewart, comentou sobre a iniciativa em uma entrevista à CNBC:

“Ainda é muito cedo para a criptoarte em geral, mas há muitas coisas que são realmente empolgantes e achamos que tem poder para permanecer.”

Charles Stewart, CEO da Sotheby’s

Um futuro repleto de NFT?

Dessa maneira, é fácil sugerir que o mundo das artes em NFT pode ter chegado para ficar. Todos as novidades descritas acima mostram empresas construindo a infraestrutura desse setor.

A entrada de nomes estabelecidos no mundo da arte não apenas traz potencialmente entusiastas experientes para o ramo, mas confere alguma credibilidade a ele, característica essencial para sua longevidade.

Além disso, descentralização é tudo no mundo das finanças descentralizadas (DeFi). Com o trabalho do NFTs Group para trazer NFTs para o Uniswap, os entusiastas do DeFi podem agora ficar mais tentados a se tornarem proprietários de NFT.

E, claro, com mais e mais NFTs de alto valor sendo lançados todos os dias, como a última música de Elon Musk, o efeito continuará a atrair as massas.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Emmanuel entered the cryptocurrency space in 2013 as a cryptocurrency broker. He is a crypto-enthusiast, entrepreneur, and investor, who has built and led several projects and communities in the space. He is CEO and co-founder of Provence Intelligence, a boutique crypto-consultancy firm that aims to bridge the gap between the cryptocurrency and DLT space and the traditional world. Interests include DeFi, non-blockchain DLTs, and the synthetic derivatives space.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá