Fintech abre doações em criptomoedas para mulheres produtoras de café de MG

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • A fintech Moeda Semente lançou uma nova fase do seu Projeto Semente Café Sustentável.

  • A iniciativa atua há dois anos no país dando apoio a produção cafeeira liderada por mulheres.

  • Para expandir as operações, o projeto abriu uma nova rodada de doações que podem ser feitas com criptomoedas.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A fintech especializada em blockchain Moeda Semente avança mais um projeto de apoio a pequenos produtores rurais por meio de criptomoedas. Dessa vez, as beneficiárias serão as produtoras de café do sul de Minas Gerais.



Esta é a fase 2 do Projeto Semente Café Sustentável, que está ativo há dois anos no país dando apoio à produção cafeeira liderada por mulheres.

Desenvolvido em parceria com a Aliança Internacional das Mulheres do Café (IWCA), o projeto busca formas de ajudar cafeicultoras a aumentar suas rendas, comercializando a sua produção sustentável e de alta qualidade.



Na captação de recursos para a primeira fase do projeto, que aconteceu em 2019, o projeto conseguiu arrecadar R$ 52 mil. O investimento serviu para a estruturação, gestão e capacitação de cinco cafeicultoras de Minas Gerais. 

Agora, a Moeda Semente iniciou mais uma nova rodada de investimentos de R$ 45 mil para expandir a iniciativa para mais regiões do Brasil e aumentar em 25% o número de famílias impactadas.

O projeto aceita doações a partir de R$ 5 que podem ser feitas através do MoedaPay, o aplicativo de pagamentos da Moeda Semente. O usuário pode apoiar com qualquer ativo aceito no aplicativo, como Real representado pelo token MDABRL, bitcoin (BTC), moeda (MDA), entre outros.

Vale destacar que essa não é uma doação comum, porque o usuário recebe de volta, na íntegra, o valor inicial doado. Ou seja, assim que a meta for atingida pelo projeto, todos os apoiadores recebem de volta suas contribuições, mais um bônus de 8%.

Além disso, todos os repasses serão rastreados em blockchain. Ou seja, o usuário poderá checar o destino real do seu dinheiro e em qual projeto ele será utilizado.

Produtoras criam sua própria marca de café

Ao mesmo tempo que haverá a expansão das atividades já desenvolvidas pelo projeto, o apoio desta nova fase também ajudará na criação de uma nova startup. O seu foco central será o desenvolvimento de novos produtos e estudo de mercado.

O projeto criou também uma marca para comercializar o café com plantio sustentável e orgânico das mulheres vinculadas à iniciativa. Chamado 5 O’Coffee, cada linha de café recebe o nome da sua produtora. A marca também possui a linha cold-brew, de café gelado. 

De acordo com o site oficial do projeto, novos produtos entrarão no catálogo nesta nova fase.

“Além do valor justo pago para as produtoras, pelo split de pagamento no MoedaMarket, parte do valor arrecadado com a venda dos produtos é distribuído diretamente para um fundo coletivo da IWCA e na conta das cafeicultoras.”

Da mesma forma que as doações, a compra dos produtos também poderá ser feita com criptomoedas. No marketplace da Moeda Semente, além do real, os usuários também podem pagar pelos produtos com ethereum (ETH) e USDC, stablecoin pareada ao dólar.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Saori Honorato é jornalista e para o BeInCrypto escreve sobre os principais acontecimentos do universo das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá