“Fugir do país”: Investidor Pede Bloqueio de R$ 134 mil de Corretora de Criptomoedas

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Usuário espera há mais de cinco meses por saque em atraso de Bitcoin.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Um investidor pede o bloqueio de R$ 134 mil de uma corretora de criptomoedas brasileira. O pedido foi apresentado à justiça e o valor refere-se a mais de 3 unidades de Bitcoin (BTC) que pertencem ao usuário. Segundo a ação judicial, as criptomoedas estão em posse da Negocie Coins.



Duas corretoras de criptomoedas fazem parte do Grupo Bitcoin Banco. Além da Negocie Coins, a TemBTC também é outra empresa que faz parte do grupo. Desde o primeiro semestre de 2019 as exchanges enfrentam problemas com saques de Bitcoin.

Investidor tenta receber Bitcoin da Negocie Coins



 

O consumidor que move o processo contra a Negocie Coins alega ter investido mais de R$ 134 mil em Bitcoin na empresa. O valor em criptomoedas corresponde a todo saldo que o usuário menciona estar “preso” na exchange brasileira.

 

Os problemas com saques do proponente do processo começaram no dia 30 de maio de 2019. Naquele dia, o consumidor relata que não conseguiu concluir o saque solicitado na corretora de criptomoedas.

Desde então, a solicitação de saque continua em aberto, sem previsão para quando os mais de 3 Bitcoin serão devolvidos ao cliente da exchange. Ou seja, há mais de cinco meses o homem espera para a conclusão do pedido registrado que não foi atendido pela Negocie Coins.

Usuário pede bloqueio de carros em nome de sócios

Além de pedir o bloqueio de mais de R$ 134 mil em dinheiro, o cliente da exchange solicitou também o bloqueio de veículos. O pedido faz menção a Negocie Coins e outras empresas. O nome de sócios também aparecem na lista, como acusados no processo judicial. Confira os nomes dos réus no caso do homem que pede 3 Bitcoin de volta:

  •  Negociecoins Intermediação e Serviços Online Ltda
  •  Principal Serviços e Participações Ltda S/S – ME
  • CLO Participações e Investimentos S/A
  • Opencoin Serviços Digitais Ltda
  • Dream World Informática Ltda – ME
  • Zater Technologies Ltda
  • Leaxcoin Intermediação e Serviços Online Ltda
  • Opa Serviços de Pagamentos Eletronicos Ltd
  • Claudio José de Oliveira
  • Ibraim Antonio Mansur Neto
  • Ismair Junior Couto
  • Heloisa de Cassia Ceni
  • Jaime Alberto Schier
  • Johnny Pablo Santos

Pedido de tutela de urgência não foi aceito duas vezes

A longa espera levou a proposição da ação que Reges Sales move contra a corretora de criptomoedas com problemas de saques. Os autos do processo mostram que o cliente da Negocie Coins tentou uma tutela de urgência provisória para garantir o pagamento da dívida em Bitcoin.

O processo movimentado na Justiça do Maranhão teve o pedido de tutela de urgência negado. A decisão mostra que a Negocie Coins deverá ser ouvida no caso antes que o “arresto” de bens aconteça.

O pedido de tutela foi apresentado como forma de garantir o pagamento por parte da corretora de criptomoedas. O consumidor mencionou que “sócios das empresas agravadas planejam fugir do país”.

No total, o cliente do negócio possui 3.07168192 Bitcoin (BTC) na Negocie Coins. A plataforma alega que sofreu um ataque hacker, onde R$ 50 milhões supostamente foram roubados. Este seria o motivo para os atrasos com pagamentos em Bitcoin que acontecem desde maio.

Depois do indeferimento do pedido apresentado através da tutela de urgência, o investidor tentou novamente outro recurso, publicado como um “agravo de instrumento”. Contudo, o pedido foi indeferido mais uma vez pela justiça.

Você conhece alguém que espera há mais de cinco meses para receber saques em atraso de Bitcoin? Deixe seu comentário sobre a notícia e compartilhe no Twitter!

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos mais tarde. Já trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas, sendo que atualmente é um dos colaboradores do BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá