Funcionários da Petrobras são alvos de tentativa de extorsão de bitcoin

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Empregados da Petrobras sofreram uma tentativa de extorsão de bitcoin nesta quarta-feira (10).

  • Os hackers exigiam que os funcionários pagassem R$ 4.300 em bitcoin.

  • Os golpistas ameaçaram divulgar suas informações pessoais na internet caso o pagamento não fosse feito.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Empregados da Petrobras sofreram uma tentativa de hack nesta manhã que exigiu pagamentos de bitcoin para que suas informações privadas não fossem divulgadas na internet.



De acordo com a coluna do jornalista Ancelmo Gois do Globo, centenas de funcionários da Petrobras sofreram uma tentativa de ataque hacker nesta quarta-feira, 10 de fevereiro.

Segundo o colunista, os empregados da companhia receberam mensagens nesta manhã escritas em “português de Portugal” de possíveis golpistas.



A mensagem maliciosa exigia que os funcionários pagassem US$ 800 em bitcoin, o equivalente a 4.300 reais, para que suas informações pessoais não fossem divulgadas na internet.

Os golpistas afirmam que estão em posse de segredos dos funcionários coletados através de campanhas de phishing.

Até o momento, não houve nenhuma divulgação oficial da Petrobras ou de representantes dos funcionários com mais detalhes sobre sobre o possível ataque hacker.

Extorsão de bitcoin no Brasil seguem acontecendo em 2021

Os ataques ransomware que miram grandes empresas brasileiras continuam a um ritmo acelerado neste começo de ano. 

Neste tipo de ataque, os hackers infectam a rede alvo com malwares, roubam dados e criptografam arquivos para interromper o funcionamento dos sistemas. 

Em seguida, os golpistas exigem que a empresa faça um pagamento em criptomoedas, geralmente bitcoin, como condição para ter de volta o acesso à rede. 

De acordo com a empresa de inteligência blockchain Chainalysis, o número de ataques ransomware bateu recorde em 2020.

A estimativa é que os hackers extorquiram quase R$1,8 bilhão de criptomoedas de suas vítimas, um aumento de 311% em comparação a 2019.

Total de criptomoedas roubadas em ataques ransomware entre 2016-2020. Fonte: Chainalysis

No dia 8 de fevereiro, a Eletronuclear, empresa da Eletrobras responsável pelas usinas nucleares de Angra dos Reis, foi alvo de um ataque ransomware. 

Na ocasião, os hackers invadiram os servidores da sua rede administrativa. A empresa afirmou, no entanto, que os invasores não tiveram acesso ao sistema operacional das usinas Angra 1 e Angra 2.

Em janeiro, conforme noticiou o BeInCrypto, a Ultrapar também sofreu um ataque ransomware nos seus sistemas, comprometendo o abastecimento de combustível em postos de todo o país.

Ainda na semana passada em 1º de fevereiro, a Copel, estatal de energia do Paraná, ficou dias com seu sistema bloqueado depois que sofreu um ataque cibernético. 

Assim como nos casos anteriores, os hackers exigiam que a companhia fizesse um pagamento de criptomoedas, o que a Copel se negou a fazer.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Saori Honorato é jornalista e para o BeInCrypto escreve sobre os principais acontecimentos do universo das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá