Gamer modifica PlayStation 5 para mineração de Ethereum

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Um jogador e programador chinês conseguiu adaptar seu console PlayStation 5 para a mineração de Ethereum.

  • O desempenho de mineração do console atinge 98,76 MH/s e o consumo de energia é 211 W.

  • Dias antes, a mesma pessoa conseguiu minerar ETH em um MacBook Air com um chip Apple M1.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Apesar das limitações técnicas apresentadas pelo console Sony PlayStation 5 (PS5) para mineração de criptomoedas, um gamer chinês conseguiu contornar as restrições e configurou o equipamento para minerar Ethereum (ETH).



Atualização em 2 de março: A notícia de que o console de jogos da Sony, o PlayStation 5 (PS5), pode minerar a criptomoeda Ethereum (ETH) revelou-se falsa. A imagem que circula na rede, embora verdadeira, não tem relação com o PS5. Os criadores da piada esconderam a pista no código QR, onde você pode ler 娱乐 而已 并 没有 此 软件 哈哈哈 (em português: não existe esse tipo de software para o console).

Mineração de Ethereum no PS5

Segundo o portal Gizchina, embora os componentes de hardware do PlayStation 5 sejam adequados para a mineração de criptomoedas, até o momento não havia sido possível.



O PS5 é composto de uma CPU AMD da linha Ryzen com arquitetura Zen 2 (x86, 8 núcleos, 16 threads e até 3,5 GHz de frequência) conhecida por entregar por desempenho em gráficos. Além disso, traz GPU dedicada Radeon, também da AMD, com arquitetura RDNA 2 (aceleração com ray-tracing; até 2,23 GHz e 10,3 teraflops) . Usando esses recursos, um usuário na China conseguiu adaptar o console para mineração Ethereum conforme mostrado na imagem.

Fonte: Gizchina

Conforme mostra a imagem, o desempenho de mineração do console atinge 98,76 MH/s e o consumo de energia chega a 211 W.

A partir dos resultados da mineração, é possível inferir que o console pode ter sido hackeado, mas também de que apenas passou por overclock, procedimento de aumento forçado da frequência do processador. Isso porque, originalmente, seu desempenho nativo deveria estar no nível da AMD Radeon RX 5700 XT com 50 MH/s.

Mesmo usuário já havia modificado um MacBook para mineração

No final da semana passada, o mesmo usuário que modificou o PlayStation 5, conseguiu minerar ETH em um MacBook Air. Ele utilizou um modelo com chip Apple M1.

Segundo o desenvolvedor chinês, cujo nome é Gu Yifan, a mineração no equipamento tem desempenho médio. O MacBook fornece apenas 2 MH/s e consume aproximadamente 17 W a 20 W de energia. O notebook da Apple, dessa maneira, poderia ser uma opção para iniciantes, dado que entregaria renda diária de cerca de US$ 0,14 (R$ 0,78).

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

A opinião da equipe BeInCrypto em uma única voz.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá