GenBit Promete Trocar Pontos por Bitcoin e Cliente Processa Empresa em R$ 540 Mil

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Sem respostas sobre pagamentos em atraso, justiça concede bloqueio de bens da plataforma.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Uma cliente da GenBit acusa a empresa de prometer uma troca de pontos por Bitcoin que nunca aconteceu. A plataforma de investimentos não cumpriu com o prometido, e muito menos com os pedidos de resgate dos pacotes investidos pela usuária que esperava receber Bitcoin em troca.



A situação insustentável da dívida de R$ 540 mil fez com que a investidora procurasse ajuda para bloquear bens da empresa investigada. Depois de apresentar problemas com saques de pagamentos de clientes, processos começam a citar a GenBit como ré na justiça.

Empresa deve ainda mais de R$ 532 mil

A promessa sempre é a mesma, onde investimentos seriam aplicados em criptomoedas com alta rentabilidade. Segundo Iawara Sayure Watanabe Rodrigues, a GenBit prometeu até a troca de pontos por Bitcoin.



Sem receber da plataforma, a investidora move um processo na Justiça de São Paulo contra os negócios da GenBit. Com a decisão publicada nesta sexta-feira (29), Iawara conseguiu o deferimento de uma tutela de urgência onde cita o bloqueio de bens da coporação.

No total, devem ser retidos até R$ 532.789,64. A quantia estabelecida pela justiça diz respeito ao que falta ser pago para a cliente da GenBit. Sendo que a mulher investiu mais de R$ 540 mil no negócio com atividades suspeitas.

A dívida de Iawara poderia ser maior, caso ela não tivesse conseguido reaver a quantia de R$ 7.759,00. De acordo com a justiça, este foi o único valor resgatado pela mulher que investia na GenBit.

Sendo assim, o montante é descontado do total que será bloqueado em nome da empresa e mais outras três organizações citadas na ação.

Investimento renderia lucros de mais de R$ 15 mil por mês

Iawara é atraída pelos negócios da GenBit assim como outras centenas de investidores que participam do esquema. Com a promessa de lucros que chegariam em até 15% em um único mês, a plataforma arrecadou uma fortuna de usuários em todo o Brasil.

Somente no caso da investidora paulista, a ação cita mais de meio milhão de reais em dívidas da empresa. Sendo que o valor total da ação deve congelar possíveis saldos em dinheiro em nome da GenBit.

Antes de chegar até a justiça, a cliente do negócio esperava receber pagamentos mensais que não se concretizaram. Os autos do processo indicam que com o aporte investido em Bitcoin, a companhia pagaria R$ 15.015,00 todos os meses a Iawara, durante três anos. No entanto, a mulher nunca recebeu o valor prometido.

Dois depósitos e 1.125 pontos para trocar em Bitcoin

A usuária que conseguiu o direito de bloquear bens da GenBit narra que fez dois depósitos para a companhia. Conforme mostra o processo, a investidora começou a participar do esquema no dia 12 de abril de 2019. Naquele dia, Iawara fez um depósito de R$ 26.600,00.

Cerca de quatro meses depois a investidora decidiu novamente apostar na empresa. No dia cinco de agosto o depósito foi de R$ 79.500,00.

Sem receber quase nada da plataforma, a investidora acumulou mais de R$ 540 mil em atrasos. No entanto, este valor deverá ser maior, já que existia um sistema de pontos para a troca de Bitcoin.

A cliente informa que possui 1.125 pontos, prometidos pela GenBit que seriam convertidos na criptomoeda. Os pontos que seriam trocados por Bitcoin são referentes aos depósitos feitos pela mulher na empresa processada na justiça. Por fim, este sistema de pontuação deverá ser analisado posteriormente ao bloqueio de bens.

Você conhece alguém que espera receber Bitcoin da GenBit? Comente sobre a decisão judicial e não se esqueça de compartilhar esta notícia no Facebook.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos mais tarde. Já trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas, sendo que atualmente é um dos colaboradores do BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá