Goldman Sachs diz que Bitcoin ‘não é um investimento adequado’ para recomendação ao cliente

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • O Goldman Sachs está hospedando uma call com clientes sobre Bitcoin hoje.

  • Muitos presumiram que a reunião veria a Golman Sachs recomendar o Bitcoin como um hedge contra a inflação.

  • Os slides da conferência sugerem que o banco não endossará o Bitcoin para seus clientes.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Apesar do hype recente, não parece que Goldman Sachs recomendará o Bitcoin aos clientes em breve. Segundo relatos iniciais, o banco global de investimentos disse que a criptomoeda “não é uma classe de ativos” e “não é um investimento adequado”.



As notícias são cortesia do fundador e CEO do Digital Currency Group, Barry Silbert, que afirmou, via Twitter, ter visto slides da reunião que foi realizada esta manhã. Em vez de celebrar o papel do Bitcoin em uma economia em que a alta da inflação de médio prazo já é um fato, o banco parece ter descartado completamente a criptomoeda.

As notícias da reunião , relatadas pelo BeInCrypto, entusiasmaram o setor de criptomoedas nos últimos dia. Dado o título da apresentação, “Perspectivas Econômicas dos EUA e Implicações das Políticas Atuais de Inflação, Ouro e Bitcoin”, é fácil entender o motivo. Hospedada por executivos do Investment Strategy Group e Goldman Sachs, a teleconferência estava prevista para ocorrer esta manhã às 10:00 EST.



Ao ouvir que o Goldman Sachs estava fazendo do Bitcoin o assunto de uma conferência direta com cliente relacionando à inflação, muitos observadores da indústria chegaram à conclusão de que as notícias só poderiam ser positivas para o Bitcoin, vindo junto com uma maior adoção institucional.

O YouTuber Omar Bham (Crrrrypt0) comentou a chamada com os clientes:

“Esta é a coisa mais otimista que já vi há algum tempo.”

No entanto, a revelação de Silbert antes da reunião sugere que o banco está menos interessado em Bitcoin do que o hype indicaria. O CEO do Digital Currency Group afirma que um dos slides que ele viu inclui o seguinte como justificativa para dispensar a moeda digital:

“Acreditamos que um título cuja apreciação depende principalmente de alguém estar disposto a pagar um preço mais alto por ele não é um investimento adequado para nossos clientes.”

Silbert brinca que, com base no exposto, o banco também deve cessar a negociação de ações.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

A former professional gambler, Rick first found Bitcoin in 2013 whilst researching alternative payment methods to use at online casinos. Having concluded that the root of most of the world’s evils stem from a toxic financial system during his time reading International Politics at university, the disruptive potential of a decentralised, borderless asset was immediately clear. After transitioning to writing full-time in 2016, Rick was able to put his passion for Bitcoin to work for him professionally. He has since written for a number of digital asset publications in a variety of capacities.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá