Golpe com Bitcoin Cita que Cristiano Ronaldo Investiu R$ 232 Milhões em criptomoedas

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Fake News usa craque em esquema que promete ficar rico através da internet.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Um golpe com Bitcoin está envolvendo o nome do jogador de futebol Cristiano Ronaldo. De acordo com a denúncia do esquema fraudulento, o craque português teria aplicado mais de R$ 232 milhões em uma empresa de investimentos em criptomoedas como o Bitcoin.



Mas, na realidade, tudo não passa de um verdadeiro golpe, onde a imagem do esportista serve para dar credibilidade ao crime. Até mesmo notícias falsas são criadas para dar suporte a plataforma para atrair investidores para o negócio que oferece supostos investimentos em Bitcoin.

Jogador de futebol é usado em esquema com Bitcoin



A imagem de Cristiano Ronaldo é utilizada em golpes envolvendo criptomoedas em Portugal. O esquema de Bitcoin em que o jogador do Juventus aparece alega que mais de R$ 232 milhões foram investidos pelo famoso em uma “start-up”.

A empresa que Cristiano Ronaldo “decidiu investir” é a mesma que deverá redirecionar a vítima no site para o negócio que oferece lucros a partir de supostos investimentos em Bitcoin.

Com o título chamativo tentando dizer que os investidores podem ficar ricos, a matéria falsa é denunciada pelo site Diário de Notícias. A imagem mostra também o símbolo do Bitcoin, como se Cristiano Ronaldo tivesse segurando-o.

A notícia falsa que espalha o golpe com criptomoedas é divulgada até no Facebook. Segundo a denúncia, além da imagem de Cristiano Ronaldo, a fake news exibe uma entrevista totalmente falsa com o craque que joga na seleção de futebol portuguesa.

Famosos de Portugal são usados em esquema

Além de entrevistas com Cristiano Ronaldo, o endereço do site falso mostra comentários de outros famosos em Portugal. A intenção do negócio é atrair investidores para uma plataforma conhecida como Bitcoin Profit.

Outros nomes famosos em Portugal aparecem em golpes com Bitcoin na internet. Nesse caso, Carlos Costa é um dos citados neste tipo de esquema fraudulento, por exemplo.

O nome do diretor do Banco de Portugal surge em golpes com Bitcoin com notícias falsas sobre investimentos na criptomoeda. No caso do executivo, um portal de notícias inverídicas tentava se passar pelo verdadeiro CNBC.

Outro caso denunciado envolve o que seria “A Pessoa mais rica de Portugal”. No mesmo formato de fake news, a página do golpe finge ser um dos maiores sites de notícias de Portugal, O Público.

Porém, o endereço da página serve apenas para redirecionar o cliente para um site que promete lucros de 80% ao mês investindo em Bitcoin.

Vendedora do McDonalds ganha “dinheiro fácil”

O jogador do Juventus é mencionado em um golpe que também cita pessoas desconhecidas. Neste caso, números que saltam à tela são o chamariz para atrair vítimas para o negócio.

Em uma das propagandas do golpe, uma “funcionária do McDonalds” ganhou cerca de R$ 1.500 apenas utilizando o celular. Com a foto de uma mulher sorridente e um cheque, provavelmente falso, a página do golpe com Bitcoin tenta vender a ideia de “dinheiro fácil”.

O nome de Cristiano Ronaldo aparece em um esquema fraudulento de investimentos em Bitcoin. Assim como o famoso, outras pessoas foram usadas pelo empreendimento ilícito, que produz fake news para a divulgação de crimes com criptomoedas.

Você conhece alguém que já caiu em golpes com Bitcoin pela internet? Comente sobre o uso da imagem de Cristiano Ronaldo e não se esqueça de compartilhar a notícia no Facebook.

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos mais tarde. Já trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas, sendo que atualmente é um dos colaboradores do BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá