Golpe de Criptomoeda e Roubo de Identidade Atinge o Fundador da Riot Games

Compartilhar Artigo

Este ano, houve uma série de golpes de criptomoeda ligados a pessoas de alto perfil, a maioria das quais nem mesmo necessariamente está no espaço de ativos digitais. A mais recente vítima de grande nome é Marc Merrill, fundador da Riot Games, que teve sua identidade e cartão de crédito roubados, e foi usado para comprar serviços de computação em nuvem da Amazon e do Google.



Em novembro de 2014, Matthew Ho, de Cingapura, supostamente usou o cartão de crédito American Express da Merrill para comprar serviços de computação em nuvem nos servidores Amazon e Google. Esses serviços foram usados ​​para mineração de criptomoedas como Bitcoin e Ethereum , de acordo com um relatório da Forbes. Ao falsificar uma carteira de motorista falsa, um endereço de e-mail falso e usar o endereço residencial de Merrill, Ho aparentemente convenceu a Amazon de que ele era Merrill e recebeu “acesso a níveis substancialmente elevados de serviços de computação em nuvem”.



Ladrão de identidade acumula contas enormes no cartão da empresa

Ao longo do caminho, Ho totalizou uma guia de US $ 5 milhões no cartão American Express. Presumivelmente, as acusações demoraram tanto para serem notadas devido ao fato de a Riot Games usar o mesmo cartão para comprar serviços legítimos de nuvem da Amazon. Usando táticas semelhantes, Ho comprou a computação em nuvem do Google no valor de US $ 240.000 adicionais. Ele então explorou a criptomoeda nesses serviços e a inverteu em trocas P2P como Localbitcoins.net.

Felizmente, graças aos dados fornecidos pela Amazon, Google, Facebook e outros, Ho foi preso em 26 de setembro e agora enfrenta 14 acusações diferentes, incluindo as que envolvem outras vítimas não identificadas. Embora essa seja uma história infeliz, dificilmente é o único exemplo de celebridade sendo usada de má vontade nos golpes de ladrões de criptomoedas.

Golpes de celebridades se tornando mais comuns

Apenas neste mês, o apresentador do Grand Tour Jeremy Clarkson encontrou seu nome fraudulentamente vinculado a um aplicativo comercial falso chamado Bitcoin Revolution – e isso é apenas o começo. Nos últimos seis meses, Kate Winslet , John de Mol (criador do Big Brother) e até o magnata bilionário Richard Branson relataram encontrar seus nomes associados a golpes com tema de criptomoeda, geralmente pelo Twitter ou outras mídias sociais.

Nem todos os golpes estão disponíveis para o seu dinheiro, lembre-se: alguns podem existir apenas para influenciar sua opinião. Outro dia, Bobby Lee, que fundou anteriormente a bolsa Bitcoin China, postou uma história um tanto controversa no Twitter, na qual ele alega ter conhecido Bruce Willis e suas filhas em um voo e deu ao ator algumas criptomoedas ‘Ballet’, de Lee.

A comunidade foi rápida em questionar a legitimidade da reivindicação, pois a foto não parecia ser uma que Lee publicaria se ele realmente tivesse uma conversa amigável com Willis. Além disso, nenhuma evidência foi produzida fora do próprio tweet de Lee, e Willis ficou em silêncio. Embora scam seja uma palavra forte a ser usada nesse caso, ainda pode ser o caso de uma celebridade sendo usada para promoção sem o seu conhecimento.

No Brasil, temos caso tanto de uso indevido, como com a participação de famosos, por exemplos nos casos da Unick e Atlas Quantum. Felizmente, talvez com o grande número de pirâmides caindo, esses influenciadores tomem conhecimento de seus erros.

É improvável que fraudes como essa desapareçam em breve, mas é prudente que os usuários tomem cuidado com qualquer promoção com alegado envolvimento de celebridade que não seja reconhecido publicamente por essa celebridade. Ainda assim, é provável que a cada ano mais pessoas inocentes, famosas ou não, sejam vítimas de falsas alegações e roubos de identidade de golpistas como esses.

Você acredita que teremos um fim nesse uso de imagens de celebridades para divulgar esquemas? Deixe nos comentários a sua opinião. Aproveite também para compartilhar no Twitter!


Imagens cortesia da Shutterstock.


Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Caio é um grande entusiasta de criptomoedas e day trader em tempo integral. A paixão pelo mercado financeiro e pela escrita permitiu que começasse a fazer parte do projeto BeInCrypto em ser o principal portal de notícias de criptomoedas e blockchain. Caio é também estudante de Ciências Econômicas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá