Golpe de Falso Sequestro Pede 1,3 Milhão em Bitcoin para Libertar Mochileiro Desaparecido

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Jovem desapareceu enquanto fazia “mochilão” em maio de 2019.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A família de um mochileiro desaparecido foi surpreendida com um pedido de resgate de 1,3 milhão em Bitcoin. O valor exigido em criptomoedas é pedido por criminosos para que o jovem seja solto de um possível cativeiro. Após investigar o caso, a polícia descobriu que o pedido de Bitcoin era uma farsa.



Golpes envolvendo criptomoedas revelam o Bitcoin pode ser utilizado em tentativas de falsos sequestros. O crime consiste em procurar parentes da vítima em busca de extorsão de grandes valores. No caso do mochileiro desaparecido, o pedido de resgate corresponde a quase 1,3 milhão em Bitcoin.

Resgate em Bitcoin é pedido para libertar mochileiro

O resgate milionário em Bitcoin é pedido para a família do mochileiro perdido na Austrália. O jovem Theo Hayez desapareceu em maio de 2019 e desde então não foi encontrado.



Falsos sequestradores afirmam que estavam com o mochileiro que viajava pela Austrália antes de desaparecer sem deixar pistas. O jovem esteve pela última vez em Nova Gales do Sul, um estado localizado no sudeste australiano.

A família do mochileiro recebeu mensagens anônimas pedindo resgate em Bitcoin. O valor total sugere que cerca de 35 unidades de Bitcoin (BTC) sejam pagas como resgate. As informações ainda diziam que o jovem desaparecido não está mais na cidade de Byron Bay, onde o belga foi expulso de uma boate chamada Cheeky Monkey.

Um dos familiares do mochileiro narrou que recebeu mensagens sobre o resgate um mês depois do desaparecimento. As mensagens foram enviadas por um perfil no Facebook.

O padrinho do desaparecido disse que o sequestrador chamava-se “Mike Larry”. Na mensagem, o criminoso supostamente se passava pelo garoto perdido, dizendo que estava bem. Porém, para deixar o local, uma quantia em Bitcoin deveria ser paga.

Jovem continua desaparecido após golpe

Além do padrinho de Theo Hayez, outro membro da família do belga recebeu mensagens sobre o resgate em Bitcoin. No texto, um endereço para o envio da criptomoeda foi disponibilizado pelo criminoso que tentou aplicar o golpe de falso sequestro.

Na mensagem recebida pela prima do garoto supostamente sequestrado, as informações sugerem que o mochileiro estava em Gold Coast. Depois do envio das mensagens, a polícia investigou o destinatário do golpe.

Foi descoberto que as mensagens eram enviadas de um endereço na África do Sul. Ou seja, algum falsário tentava enganar a família pedindo resgate em Bitcoin pelo mochileiro desaparecido há seis meses. O golpe chegou ao fim através da localização do endereço VPN usado pelo criminoso.

Jovem desapareceu em Byron Bay

Como o paradeiro do mochileiro europeu era falso, Theo continua desaparecido. O jovem deixou de dar notícias desde o dia 31 de maio de 2019. Naquele dia, Theo enviou uma mensagem para a irmã pelo WhatsApp. Este foi o último contato com a família antes do desaparecimento.

Dados do rastreamento do smartphone do adolescente perdido mostram que Theo correu em direção a um bosque, em sentido contrário ao hostel em que estava hospedado. Sem notícias, a família espera por respostas, já que mensagens de golpes são enviadas exigindo Bitcoin para que o mochileiro seja liberto.

Você conhece alguém que caiu em golpe envolvendo o Bitcoin? Comente a matéria e compartilhe no Facebook.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Com formação em ciências e redação, Alice começou a escrever profissionalmente há 7 anos. Desde então, ela tem aprendido, investido e escrito sobre criptomoedas e tecnologia blockchain para algumas das maiores publicações do setor. Atualmente, compõe a equipe de jornalistas Brasil da BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá