Google Finance adiciona seção exclusiva para criptomoedas

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Google Finance ganha aba exclusiva para cripto.

  • Site traz preços do Bitcoin e outras criptomoedas.

  • Google já oferecia função para adicionar preços de criptomoedas a planilhas online.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Site de finanças do Google dá mais um sinal de que a adoção do Bitcoin e demais criptomoedas cresce entre o público em geral.



As criptomoedas agora têm uma seção exclusiva no Google. Ao acessar o Google Finance, usuários passam a ver, desde o último domingo (28), uma aba que reúne preços do Bitcoin, Ethereum e outras moedas digitais. A novidade é vista como mais um sinal do crescimento na adoção de criptomoedas pelo público em geral.

A nova área dedicada a criptomoedas aparece na parte de cima da tela do site de finanças do Google, ao lado de “EUA”, “Europa”, “Ásia” e “Moedas”.



Ao clicar em “Criptomoedas”, a página mostra os monitores de preços em tempo real para Bitcoin (ETH), Ether (ETH), Litecoin (LTC) e Bitcoin Cash (BCH). Já ao clicar em cada uma das moedas, o Google mostra o gráfico de preços e notícias relacionadas.

Google Finance traz nova seção para preços de criptomoedas

Antes disso, no entanto, o Google já oferecia preços do mercado de criptomoedas via Google Finance. A função “googlefinance” no Google Sheets, por exemplo, já permitia adicionar o preço diretamente em uma planilha online.

A disponibilidade de moedas, no entanto, era igualmente limitada: apenas Bitcoin, Ether, Litecoin e Bitcoin Cash por meio das fórmulas “CURRENCY:BTCUSD”, “CURRENCY:ETHUSD”, “CURRENCY:LTCUSD” e “CURRENCY:BCHUSD”.

Bitcoin amanhece em alta após semana de correção

A adição da aba de criptomoedas no Google Finance ocorre em momento de baixa do Bitcoin. Na última semana, o mercado de criptoativos viu fortes perdas após o BTC recuar mais de 17% na semana, segundo dados do Coingecko.

A principal criptomoeda do mundo caiu de cerca de US$ 55.000 na segunda-feira da semana passada e chegou a atingir US$ 43.000 no último fim de semana.

Na manhã desta segunda (1), no entanto, os preços apresentam recuperação. O Bitcoin surge cotado a US$ 47.400, enquanto demais moedas também saem do vermelho.

Entre traders do mercado cripto, o consenso é de que o movimento corretivo dos últimos dias não abale o rali de médio e longo prazo. Um dos motivos estaria no apetite de investidores institucionais. Dessa forma, ainda seria possível esperar um alvo acima de US$ 60.000 em breve.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá