Hackers invadem Poder Judiciário de Santa Catarina para extorquir bitcoin

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Hackers invadiram computadores do Poder Judiciário catarinense

  • Eles afirmam ter controle total dos computadores do órgão

  • Caso o pagamento de bitcoin não seja feito, os invasores ameaçam vazar dados privados

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Hackers invadiram os computadores do Poder Judiciário de Santa Catarina para roubar informações pessoais de juristas e servidores. Caso as vítimas não façam o pagamento de bitcoin, eles ameaçam vazar todas as informações roubadas.



De acordo com um comunicado do Núcleo de Inteligência e Segurança Institucional da instituição, o Poder Judiciário de Santa Catarina sofreu um ataque hacker de grandes proporções na semana passada. A notícia foi divulgada na noite da última segunda-feira (9) pelo portal ND Mais.

Os hackers enviaram e-mail aos agentes do Poder Judiciário alegando ter o controle total dos computadores da entidade. Eles afirmam possuir imagens e áudios dos servidores, adquiridos através da invasão da câmera e microfone das máquinas.



Nas mensagens de e-mail, o endereço do remetente é idêntico ao destinatário. Os invasores apontam tal fato para comprovar o acesso ao sistema do poder judiciário catarinense.

Dessa maneira, os hacker exigem que os agentes depositem bitcoin no endereço de carteira indicado. Caso o pagamento não aconteça, eles ameaçam tornar público todas os dados privados dos funcionários, inclusive imagens e áudios gravados sem consentimento.

O Núcleo orientou aos agentes que não façam qualquer tipo de interação ou pagamento aos invasores:

“Referida prática, reitera-se, consiste em modalidade de golpe utilizada para a obtenção de vantagens econômicas, sendo que todas as informações constantes no e-mail são inverídicas, motivo por que a mensagem deve ser desconsiderada e nenhum depósito deve ser realizado.”

O Núcleo de Inteligência e Segurança Institucional segue investigando o ataque.

Semana foi marcada por ataque hacker em diversas entidades

A invasão aconteceu na mesma semana em que o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) também teve seu sistema hackeado na terça-feira (3).

Apesar do Núcleo de Santa Catarina não ter confirmado qualquer relação com o ataque do STJ, os dois episódios apresentam fortes semelhanças.

No caso do STJ, também houve a invasão de e-mails de agentes, além da criptografia de arquivos do sistema. Da mesma forma, os cibercriminosos pediram pagamentos de criptomoedas como condição para a liberação da rede.

Nesse meio tempo, o sistema do STJ começou a ser recuperado aos poucos nesta segunda-feira (9).

A preocupação das autoridades agora é que os hackers já tenham feito cópias de dados privados do STJ. Dessa modo, a qualquer momento pode ocorrer um vazamento em massa dos 255 mil processos que tramitam no tribunal.

A Polícia Federal abriu um inquérito para investigar o ocorrido. Ainda não foi divulgada qualquer informação acerca do que grupo estaria por trás dessa onda de ataques às instituições brasileiras.

Invasão hacker motiva a criação de novo comitê de segurança digital

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, afirmou que nesta terça-feira (10), será criado um novo comitê focado em estudar segurança digital nos tribunais brasileiros.

Conforme divulgou o UOL, Fux confirmou a criação do comitê na sessão desta segunda, porém sem entrar em muitos detalhes.

“Vou para Brasília agora e vou exatamente tratar da criação desse órgão que possa evitar com que nós soframos mais uma vez uma lesão no nosso sistema de processo.”

O comitê será criado pela Conselho Nacional de Justiça (CNJ), e pretende reunir diversas entidades com conhecimento sobre o tema.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Saori Honorato é jornalista e para o BeInCrypto escreve sobre os principais acontecimentos do universo das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá