Hackers invadem site de Trump e pedem resgate em criptomoedas

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Hackers invadiram um dos sites de reeleição do presidente Trump uma semana antes da eleição.

  • Os hackers alegaram ter informações polêmicas sobre o presidente e pediram doações de Monero.

  • O ataque não durou mais que 30 minutos e o site foi totalmente restaurado.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Faltando apenas uma semana para a eleição presidencial dos EUA, hackers conseguiram por pouco tempo o acesso a um dos sites de reeleição de Donald Trump.



O hack foi notado pela primeira vez pelo usuário do Twitter, Gabriel Lorenzo Greschler, e aparentemente o incidente ocorreu por volta das 16h (PST) desta terça-feira, 27 de outubro.

O ataque durou cerca de meia hora e exibiu mensagens no site alegando que os hackers tinham informações comprometedoras sobre Trump e sua família. Além disso, havia uma solicitação de doação de criptomoedas.



De acordo com um relatório da Techcrunch,

“Os culpados provavelmente obtiveram acesso ao back-end do servidor da web donaldjtrump.com e inseriram um longo trecho de JavaScript ofuscado, produzindo uma imitação de mensagem do FBI ‘este site foi apreendido ’, que apareceu como um conteúdo normal.”

Fonte: Techcrunch

A jogada do invasor foi encorajar os visitantes do site a votar se eles deveriam ou não divulgar as informações comprometedoras, enviando fundos para uma das duas carteiras Monero.

Uma carteira era a favor da divulgação da informação e a outra, a favor de mantê-la secreta. A ideia era que, em um determinado momento, os saldos seriam comparados e a ação correspondente seria realizada para o que fosse mais alto.

As informações descritas no ataque, supostamente incluíam o envolvimento de Trump na “origem do coronavírus“, e evidências de sua “cooperação criminosa com atores estrangeiros para manipular as eleições de 2020”. É importante ressaltar que nenhuma informação foi divulgada após o incidente.

Quanto à campanha de Trump, o diretor de comunicação Tim Murtaugh comentou o ataque, tweetando que sua equipe estava

“Trabalhando com as autoridades policiais para investigar a origem do ataque.”

Ele disse ainda que

“Não houve qualquer exposição a dados confidenciais porque nenhum deles estava armazenado no site. O site foi restaurado.”

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Colin é escritor, pesquisador e trader de conteúdo com grande interesse no futuro do dinheiro. Seus escritos foram apresentados em várias publicações de criptomoedas, e seus ativos não chegam a mais do que um punhado de BAT.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá