O Bitcoin é motivo de orgulho para muitos investidores que já conseguiram ganhar dinheiro com a criptomoeda. Seja apenas esperando altas ou então em operações de compra e venda constantes, cada um possui sua estratégia de investimento em busca de conseguir ganhar algum lucro satisfatório.

Depender apenas do mercado para ganhar alguma coisa pode resultar em nada. Na maioria dos casos o que existem, na verdade, são histórias de perdas. Afinal, o mercado já passou por momentos em que o preço do Bitcoin caiu drasticamente.

Com uma cotação volátil, investir em criptomoedas ordena cuidados que vão além de apenas manter, de forma segura a sua conta em exchanges, por exemplo. Ocorre que, se não bastasse os cuidados com segurança digital, algumas plataformas podem ser consideradas golpes.

Sem pagar clientes há dois anos, não existe outra palavra que descreva o atraso esperado por um cliente da Valour Invest que decidiu investir em Bitcoin. A empresa era conhecida por oferecer supostas operações “altamente lucrativas” de trading com criptomoedas.

Compra de Bitcoin na Valour Invest

O cliente da Valour Invest, que prefere não ser identificado no processo judicial, alega que começou a comprar Bitcoin em 2018. Naquele ano, o preço da criptomoeda explodia no mercado atraindo pessoas como o investidor de Osasco – SP.

A primeira compra de Bitcoin aconteceu “no dia 1º de junho de 2018”, segundo narra o proponente da ação. Não há nada de novo no caso dessa empresa, que também oferecia lucros mensais aos seus clientes.

Os rendimentos no esquema podiam chegar até a 15% todos os meses, onde a quantia depositada em dinheiro pelo cliente era o que determinava esse índice. Ou seja, quanto mais depósitos mais lucro era prometido.

Essa história não parece diferente das demais, onde vítimas perderam suas economias em plataformas que não honraram com seus pagamentos. No caso dele, os rendimentos deveriam ser pagos em reais, e não em Bitcoin.

“Os rendimentos iriam variar entre 10% e 15%, sendo escolha do autor para que este percentual incidisse sobre o valor em reais, definido e fixado no momento da transferência do Bitcoin.”

Criptomoeda Saiu Por R$ 13 mil

O cliente da Valour Invest entrou no negócio há dois anos. Desde então, ele não consegue receber seu dinheiro de volta. Sendo que somente uma ação judicial foi a solução encontrada para tentar mitigar esse problema.

Ele conta que todo dinheiro investido se transformava em Bitcoin, através de contratos enviados por email. No entanto, esses contratos não foram assinados, e somente mensagens trocadas entre as partes é que servem como prova do investimento.

O primeiro contrato enviado em junho de 2018 mostra que o cliente da Valour Invest enviou mais de uma unidade de Bitcoin para a empresa investigada. Naquela altura, a cotação da criptomoeda estava bem abaixo do valor atual praticado no mercado.

“O autor realizou a transferência de 1.145 (BTC) para a ré, correspondente na época a R$ 32.484,89, conforme contrato, bem como e-mail de confirmação de aporte.”

Em julho daquele ano o usuário voltou a confiar suas economias na plataforma de trading de criptomoedas. Em um segundo envio foi recebido 0.343 (BTC) pela Valour Invest. Nesse caso, a cotação estava em cerca de R$ 29 mil. No total, o investidor espera receber por R$ 55.907,19.

O último depósito em dinheiro aconteceu em janeiro de 2019. Naquele mês ele enviou R$ 4 mil para o negócio. O que chama a atenção foi a cotação absurda para o Bitcoin. A criptomoeda estava sendo negociada no mercado por pouco mais de R$ 13 mil, segundo a quantia enviada por ele, de 0.2827 (BTC).

Mandou Matar Advogado

Em junho de 2019 o advogado Francisco de Assis Henrique foi morto em um posto de combustível em São Paulo. Seis pessoas foram indiciadas pela morte do jurista, que defendia os empresários por trás da Valour Invest.

Entre os acusados pela morte do advogado estão Wilson Decaria Júnior e também Edgar Acioli Amador. De acordo com a Polícia Federal, os dois são acusados de contratar dois assassinos por R$ 500 mil. O motivo do crime seria uma dívida milionária dos empresários com o homem brutalmente assassinado com vário tiros. Três pessoas foram presas.

O que era para ser investido em Bitcoin parece não existir mais. O cliente da Valour Invest tentou através da justiça reaver seu dinheiro. Foram investidos mais de R$ 55 mil em uma plataforma que não paga os usuários.

Sem sucesso, ele não conseguiu se quer bloquear bens em nome do esquema. Nem mesmo fazer valer a obrigação de devolução de suas criptomoedas. A justiça analisou a história e declarou as provas como algo “controvertido”.

Faça parte da nossa página de criptomoedas no Twitter. Assim ficará por dentro das últimas notícias sobre criptomoedas e blockchain acontecendo no Brasil e no mundo.