Homem Perde R$ 3,4 Milhões em Bitcoin em Golpe de Celular Clonado

Compartilhar Artigo

Número do celular do investidor foi clonado por criminosos que roubaram as criptomoedas.



Um investidor norte-americano perdeu mais de R$ 3,4 milhões em Bitcoin. As criptomoedas foram roubadas após o criminoso ter acesso ao celular da vítima. De acordo com o empresário, 100 (BTC) foram roubados após o chip do smartphone ser clonado.

Golpes envolvendo o roubo de Bitcoin podem acontecer através de celulares. Em alguns casos, até mesmo o chip pode ser clonado. Caso isso aconteça, o criminoso terá acesso a praticamente qualquer dado referente ao usuário. Foi através da clonagem de chip que o empresário Gregg Bennett perdeu mais de R$ 3,4 milhões em Bitcoin.



Celular clonado foi usado para acessar Bitcoin roubado

O chip do empresário norte-americano foi clonado após ele ter notado que não conseguia acessar sua conta de e-mail. Esse foi o primeiro comportamento anormal do aparelho observado pelo investidor.

Após relatar problemas para acessar o e-mail, Gregg conta que o celular ficou completamente inoperante sem nenhum motivo aparente. Ou seja, o smartphone estava sem sinal após o norte-americano perceber que alguma coisa estava acontecendo com o equipamento.

Golpe do chip clonado foi usado para roubar as criptomoedas

 

O ataque ao telefone aconteceu em abril de 2018, mas o caso somente foi revelado há pouco tempo. Segundo o depoimento do investidor que perdeu 100 (BTC), ele teve um mau pressentimento antes do roubo das criptomoedas acontecer.

Em alguns casos deste tipo de golpe os criminosos fingem ser a vítima que terá o número clonado. Dessa forma, o falsário entra em contato com a operadora de telefonia móvel em busca de resgatar o número, alegando que o SIM foi perdido. A ação faz com que o verdadeiro chip seja inutilizado no momento do resgate do número pelo criminoso.

Por outro lado, existem casos até em que funcionários da própria empresa telefônica participam do golpe. Nesse caso, são pessoas que se aproveitam do acesso a dados sensíveis de milhões de usuários.

Golpistas usaram 2FA para acessar dados

Após o número do telefone ser clonado, os criminosos possuem acesso a praticamente todos os dados do usuários. Isso permite que até criptomoedas sejam encontradas e possivelmente roubadas.

No caso do investidor Gregg, foi através do 2FA que os bandidos conseguiram acessar o e-mail da vítima. Para o empresário norte-americano os golpistas conseguiram os Bitcoins após terem acesso ao sistema de autenticação 2FA. Contudo, o investidor não conseguiu provar de fato como aconteceu o acesso as criptomoedas que foram roubadas.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Com formação em ciências e redação, Alice começou a escrever profissionalmente há 7 anos. Desde então, ela tem aprendido, investido e escrito sobre criptomoedas e tecnologia blockchain para algumas das maiores publicações do setor. Atualmente, compõe a equipe de jornalistas Brasil da BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá