Ibovespa deve atingir 110 mil pontos até o final do ano, aponta pesquisa do Bank of America

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Um terço dos gestores acreditam que o Ibovespa vai atingir 110 mil pontos em 2020.

  • Já o dólar deve ficar abaixo dos R$ 5,30.

  • Porém os investidores ainda estão cautelosos e não vão assumir riscos maiores com o Brasil.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O Bank of America realizou uma pesquisa entre os dias 5 e 11 de junho para medir o otimismo dos gestores com a possível recuperação da economia brasileira. Foram entrevistados cerca de 43 profissionais com aproximadamente US$ 133 bilhões de ativos sob gestão.



A recuperação dos mercados observadas nas últimas semanas modificaram as perspectivas dos gestores de recursos do Brasil e América Latina. O cenário econômico brasileiro está um pouco menos sombrio e os investidores estão esperançosos.

A visão futura do mercado está menos negativa e cerca de 60% dos entrevistados acreditam que o Ibovespa deve fechar 2020 acima dos 95 mil pontos.



Os investidores estão otimistas

A pesquisa de junho mostra números bem mais favoráveis do que aqueles apresentados pelo Bank of America em maio. Cerca de um terço dos gestores acreditam que o Ibovespa vai atingir 110 mil pontos até o final do ano, em maio menos de 10% dos entrevistados acreditavam que o índice brasileiro fosse bater essa marca.

Seguindo esse otimismo, a maior parte dos entrevistados acreditam que a cotação do dólar não deve voltar a bater sua máxima histórica, mas tampouco deve ficar muito abaixo dos R$ 5, já que eles esperam que a Selic sofra novos cortes e fique abaixo dos 2% até o final do ano.

Mas, apesar de todo o otimismo, a disposição em assumir grandes riscos ainda é pequena, já que os entrevistados afirmaram que os níveis de caixa permanecem elevados, cerca de 5,3%, acima da máxima histórica de 4%.

Toda cautela é pouca

Somente 11% dos entrevistados informaram que planejam aumentar a alocação em ações no próximo semestre. Cerca de 40% dos investidores informaram que já estão assumindo riscos acima do normal em seu portfólio.

Além disso, mais de 80% acreditam que o PIB do Brasil vai ter uma contração de 5% ou mais em 2020. E esse número é quase 20% superior ao mês passado.

O medo de uma deterioração fiscal, seguida pelo ruído político, são uma das maiores preocupações para os gestores. Tanto é que quase 45% dos entrevistados informaram que estão se protegendo contra uma possível queda acentuada nos mercados acionários.

Mas, ainda que o cenário peça por cautela, não só o Bank of America, mas outros bancos de investimentos, estão otimistas e passaram a sugerir que os seus clientes invistam no bolsa brasileira.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Mercadóloga, mestra em estratégia e estudiosa do mercado financeiro. Entusiasta do Bitcoin, começou a escrever sobre criptomoedas em 2017 e nunca mais parou. Atualmente é colaboradora do portal BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá