• Ibovespa rompe os 98.000 e se aproxima de 99.000 pontos
  • Novo patamar pode significar onda de subida
  • Mundo está animado com a China

O Ibovespa rompe uma importante marca na manhã desta segunda-feira (6). Se a previsão de um analista do mercado financeiro estiver correta, a bolsa brasileira tem tudo para, finalmente, decolar de vez.

Neste momento, o IBOV rompe a barreira dos 98 mil pontos e já chega perto de 99 mil. Às 11h13, marcava exatos 98.982 pontos.

O número representa uma subida forte de 2,29% frente aos 96.764 pontos de sexta-feira (3). No entanto, mais do que isso, significa que, enfim, o índice brasileiro pode voltar a níveis pré-coronavírus.

Na última sexta, quando o Ibov registrava alta de 0,55%, o analista Maurício Camargo, da Ágora Investimentos, dizia que era muito importante chegar aos 97.500 pontos. Para ele, a marca representava um teto que precisava ser ultrapassado.

Segundo o Money Times, esse limite teria que ser quebrado para mostrar ao mercado que o Ibovespa tem fôlego. Caso contrário, uma queda para baixo de 95.000 seria iminente.

A última vez em que o Ibovespa esteve próximo dos 99.000 foi em 6 de março. Naquele dia, o índice vinha de baixa após cair de 102.000, que por sua vez vinha de 107.000.

Participe da nossa Comunidade de Trading no Telegram para acessar sinais exclusivos de negociação, conteúdo educacional, discussões e análises de projetos!

Ibovespa descolado da economia real

A nova alta da bolsa brasileira mostra mais uma vez que o mercado se move a despeito da economia real. Há quem especule que o IBOV viva uma bolha. Isso porque, apesar do índice industrial ter dado um respiro, o PMI brasileiro não vai nada bem.

Investidores iniciaram o mês cautelosos, mas provaram o contrário nesta segunda-feira. Hoje, a B3 abriu em alta em todos os segmentos, liderados pelos setores financeiro e imobiliário.

Por trás da animação está, entre outros fatores, um movimento positivo mundial na expectativa de que a China irá voltar à normalidade de crescimento.

Paulo Alves Jornalista

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

Seguir o Autor

Quer saber mais?

Entre para o nosso Canal do Telegram e receba sinais de trade, um curso gratuito de trade e comunicação diária com entusiastas de cripto!

Esse site usa cookies.
Clique aqui para aceitar o uso desses cookies. Veja nossa Política de Cookies

Estamos discutindo isso em nosso Canal de Telegramas

Junte-se a

Sinais diários, análises Bitcoin e chat de traders. Junte-se ao nosso Telegram hoje!

Vamos lá

We are discussing it in our Telegram Channel

Join

We are discussing it in our Telegram Channel

Join