Imobiliária da qual Elon Musk é cliente vai aceitar aluguel em Bitcoin

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Empresário americano do ramo imobiliário passa a aceitar Bitcoin como pagamento por alugueis.

  • Um dos inquilinos é Elon Musk, CEO da Tesla que comandou compra de US$ 1,5 bilhão na criptomoeda.

  • Empresa do ramo imobiliário também firmou uma parceria com a exchange Gemini.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O empresário americano do ramo imobiliário Rick Caruso anunciou que vai passar a aceitar que inquilinos de suas propriedades paguem alugueis em Bitcoin;



A novidade foi divulgada nesta quarta-feira (7), segundo o jornal Los Angeles Times. Entre os inquilinos que serão contemplados pela alteração está Elon Musk, CEO da Tesla, e que possui uma loja alugada em um shopping center em Glendale, na Califórnia, cujo proprietário é Caruso.

A mudança veio acompanhada da notícia de que a empresa do ramo imobiliário firmou uma parceria com a exchange Gemini, que deve resultar em um futuro programa de recompensas para seus clientes baseado em blockchain. Além disso, cerca de 1% do patrimônio de Caruso foi convertido em Bitcoin – mas o valor exato não foi divulgado.



“Eu acredito que seja uma boa forma de diversificar as finanças e que já se provou como um bom investimento”

Segundo Caruso, não houve pedidos dos clientes para a implementação dos pagamentos em Bitcoin. Na verdade, ele vê as criptomoedas como curiosidades que vão demorar para se tornarem mainstream, um processo semelhante ao que aconteceu com cartões de crédito e que ele quer estar preparado.

“Eu acredito que Bitcoin e blockchain seguirão pelo mesmo caminho e nós queremos estar à frente desse processo”

Mesmo assim, Caruso acredita que Elon Musk será um de seus primeiros clientes a adotar o pagamento em criptomoeda. “Nós não conversamos sobre isso mas acho que, como pioneiro, ele pode ser um dos primeiros a pagar aluguel em Bitcoin”, disse.

A suposição vai ao encontro da mentalidade da Tesla que, em fevereiro, converteu US$ 1,5 bilhão (R$ 8,36 bilhões) em Bitcoin e passou a aceitar a criptomoeda como forma de pagamento.

O novo programa de recompensas que está sendo desenvolvido pela parceria entre Caruso e Gemini será baseado em blockchain e foi pensado para atrair o público jovem, que é mais propenso a usar criptomoedas.

A ideia é que os clientes acumulem pontos em um cartão de crédito, que depois poderiam ser trocados por hospedagens em hotéis de luxo da empresa ou em outros tipos de tokens, como NFTs.

Para Caruso, isso dará aos clientes flexibilidade para resgatar os prêmios que mais lhe atraem. “Há muito dinheiro investido em recompensas que os clientes não resgatam simplesmente por não serem atrativos”, acredita.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Jornalista de dados

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá