Impressão de dinheiro poderia levar preço do Bitcoin a R$ 100 milhões em 2020, mostra modelo

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Preço do Bitcoin vem subindo na esteira da injeção trilionária por bancos centrais

  • Analista usou modelo para prever preço do Bitcoin se o ritmo de injeção for mantido

  • Preço de US$ 20 milhões, ou mais de R$ 100 milhões, seria atingido ainda em 2020

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O preço do Bitcoin vem falhando em chegar novamente aos US$ 12.000, mas essa dificuldade está com os dias contados. Ao menos segundo um modelo matemático, o valor a criptomoeda deve disparar dadas as circunstâncias econômicas ideais.



O modelo leva em conta o impacto das políticas monetárias dos principais países do mundo para conter a crise. Tanto o FED quanto o Banco Central Europeu vêm injetando dinheiro na economia para evitar uma quebra generalizada.

Até o momento, no entanto, a injeção trilionária vem afetando a valorização de moedas nacionais. O dólar vem particularmente sofrendo nesse novo cenário. Após fala recente do presidente do FED, a moeda americana voltou a recuar frente às principais do mundo.



Por outro lado, quando a moeda nacional se desvaloriza, mais o Bitcoin parece subir. Nesse ritmo, o Bitcoin tem tudo para subir fortemente em relação ao dólar.

O analista PlanB calculou uma estimativa de preço do Bitcoin baseado na impressão de moeda por bancos centrais. Segundo ele, os balanço atuais de US$ 7 trilhões do FED e de US$ 6,4 trilhões do Banco Central Europeu poderiam implicar em BTC a US$ 20 milhões ainda em 2020.

Diversão de sexta-feira: modelagem do preço do Bitcoin com os balanços do banco central (FED + BCE). 90% R2. A recente explosão do QE alimentada pelos balanços do FED e do BCE para US$7 tri e US$ 6,4 tri implica um BTC com preço de … US$ 20 milhões.

Na cotação atual, o valor equivaleria a cerca de R$ 109 milhões por apenas um BTC.

Participe da nossa Comunidade de Trading no Telegram para acessar sinais exclusivos de negociação, conteúdo educacional, discussões e análises de projetos!

Preço do Bitcoin mudaria previsão do Stock-To-Flow?

PlanB foi o primeiro a aplicar o modelo Stock-To-Flow (S2F) ao Bitcoin. O modelo se baseia na ideia de valorização segundo a escassez e a demanda por um ativo. Segundo ele, a constante busca pela criptomoeda combinada ao halving faria o ativo ir a US$ 288.000 em 2024, ou mais de R$ 1 milhão.

Apesar da recente queda, o preço do ativo vem seguindo as projeções do modelo. No entanto, levando em conta a ação dos bancos centrais, o valor final poderia ser várias vezes maior.

[A impressão] significa apenas que os preços de todos os ativos (ouro, prata, diamantes, imóveis, bitcoin) irão subir se você os expressar no que foi impresso. Se você definir o preço em ouro, nada acontece. Apesar disso, o bitcoin ocupará seu lugar natural entre todos os ativos escassos, com base no S2F.

O analista, portanto, se refere ao preço do Bitcoin em dólar e diz que o efeito seria parecido em outros ativos de reserva. Isso porque a alta, nesse caso específico, seria resultado direto da inflação.

Vale lembrar que PlanB não está sozinho. Os bilionários Cameron e Tyler Winklevoss também consideram que o preço do Bitcoin irá disparar em breve. Sua previsão, no entanto, é um pouco mais modesta. Segundo eles, o BTC ruma para US$ 500 mil, o equivalente a R$ 2,7 milhões.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá